Últimas

Seis homens são presos por tentativa de latrocínio de PM na zona norte de Manaus

Na noite de sexta-feira, o grupo invadiu a casa, matou o cachorro, disparou no abdômen do PM e fugiu levando o carro

Grupo foi preso na noite de sexta-feira./ Foto: Divulgação/ SSP-AM

Manaus - Seis homens, entre eles dois foragidos do sistema prisional, no bairro Lagoa Azul, zona Norte, foram presos suspeitos de tentativa de latrocínio contra um policial militar na noite de sexta-feira (17) no bairro Lagoa Azul, na zona norte de Manaus. O grupo invadiu a casa do policial, matou o cachorro dele e um dos suspeitos atingiu o PM com um tiro no abdômen e fugiu levando o carro da vítima.
Wanderson Fabrício da Silva de Lima, 23, Luan Tavares dos Santos, 19, foragidos do Instituto Prisional Antônio Trindade (Ipat) no dia 1° de janeiro,  e Leandro dos Santos e Santos, 37, Arildo Azevedo Salvador, 32, Leonardo Sales da Silva, 22, e Aluízio Alves da Silva Júnior, 21, foram presos em um carro modelo Gol durante a operação Catraca, segundo a polícia.
Wanderson, Luan, Leandro, Arildo e Leonardo são suspeitos de roubarem o veículo e atirarem contra o PM. Ele foi conduzido ao Hospital Delfina Aziz, e seu estado é estável. O veículo roubado foi abandonado no bairro Tarumã.
Com o grupo, foram apreendidos uma pistola PT 40', do policial militar, 30 munições 40', e três carregadores PT 40'.
O secretário executivo-adjunto de Operações Integradas da Secretaria de Segruança Pública (SSP-AM), Orlando Amaral, explicou que os primeiros cinco suspeitos foram abordados em veículo Gol.
"Fizemos a consulta na placa do veículo e identificamos que estava registrado num endereço no Nova Cidade, daí saímos em diligência para o local. Lá encontramos o Aluízio, proprietário do veículo, que disse que tinha alugado seu carro pra outra pessoa, não encontrada", explicou.
Na residência de Aluízio, os policiais apreenderam um veículo modelo Fiesta e uma motocicleta Honda sem placas, ambos com restrição de roubo, e ainda uma pequena porção de entorpecentes.

Prisões
De acordo com investigações preliminares, Wanderson Fabrício foi o autor do disparo que atingiu o PM, e Aluízio Júnior é primo de 3° grau da esposa do militar. Os presos foram reconhecidos pela esposa da vítima como autores da tentativa de latrocínio ao policial militar, e foram encaminhados ao 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foram autuados em flagrante.
Wanderson Fabrício da Silva de Lima, Luan Tavares dos Santos (19), Leandro dos Santos e Santos, Arildo Azevedo Salvador e Leonardo Sales da Silva responderão por Latrocínio Tentado e Associação Criminosa, e Aluizio Alves da Silva Júnior, proprietário do Gol, por associação criminosa, tráfico de drogas e receptação.
Os veículos de modelo Gol e Fiesta e a motocicleta foram apreendidos e ficarão à disposição da Justiça. O carro foi devolvido ao PM e arma, carregadores e munições encaminhada à Perícia.
A segunda fase da Operação Catraca contou com a participação de policiais militares da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam).

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.