Últimas

De rock à música instrumental, sete bandas se apresentam no primeiro dia de seletiva do Pop Rock Manaus

 Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Abrangendo as diferentes vertentes do Pop Rock, o primeiro dia da Seleção de Banda Pop Rock Manaus levará ao palco do Porão do Alemão, nesta quinta-feira, 6 de abril, sete bandas com diferentes influências musicais. Cada banda deverá apresentar três músicas, sendo pelo menos duas autorais. Os shows terão início a partir das 19h50 e a entrada será gratuita ao público até às 23h.

Com 20 anos de estrada, a Banda Essence será a primeira a subir no palco. Músico da banda, Daniel Lima contou que a expectativa é grande para a apresentação. “Nosso sonho é expandir nosso trabalho autoral. Temos oito CDs gravados, um DVD gravado no Teatro Amazonas e estamos preparando um álbum novo, todo com faixas inéditas. Participar desse processo é uma grande experiência para banda que sempre está presente nos festivais”, comentou.

Bella Queiroz, a segunda artista da noite a se apresentar, conta que mostrará no palco suas influências musiciais que passam pela bossa nova, pop rock, black music, rythm and blues e jazz. “Tenho 19 anos de carreira e já participei de outros projetos de intercâmbio, mas não da magnitude deste, que tem uma grande projeção nacional. Espero que as pessoas curtam o meu som; até agora vem dando tudo certo ”, destacou.

Com sua carreira iniciada como ‘Cover Beatles’, Rafael Marques também se apresentará no primeiro dia da seletiva.  Desde 2014 fazendo música autoral, o rock é o carro chefe do artista que começou na música tocando piano. “Não dava para eu levar o piano para todos os lugares, então aprendi a tocar violão. Faço shows em Manaus e em São Paulo e meu maior público em um show foi em 2012, na Ponta Negra. Meu foco hoje em dia são minhas músicas próprias. Graças a deus, meus sonhos e objetivos consegui tocando cover”.

Samba Rock e Instrumental

Transitando na cena musical de São e de Manaus, a cantora Márcia Novo será a quarta concorrente da noite. A artista anunciou que apresentará ao público três músicas autorais, com sua pegada regional. “Independentemente de qual seja o festival, ele irá trazer visibilidade ao artista que está concorrendo. E para mim, que estou nesse eixo Manaus-São Paulo, é muito importante, pois festivais de grande expressão dão uma grande bagagem ao artista e é nisso que estou acreditando”.

Já os integrantes da banda República Popular prometem uma apresentação que vai do samba rock ao xote. “Cada membro da banda traz sua vertente e a gente junta as referências musicais de todos. Dessa forma ,passamos pelo samba-rock, xote, rock alternativo. Nossa banda nasceu no Ensino Médio, a turma gostou e seguimos em frente”, contou Viktor Judah.  

O instrumental da Selva Madre também tem espaço garantido no primeiro dia. Agostinho Guerreiro, guitarrista da banda, afirmou que a guitarrada amazonense será um dos destaques da apresentação da banda. “A Selva Madre surgiu dos fragmentos de outras bandas em um brincadeira de estúdio. A gente não é uma banda que canta; quem canta é a guitarra. Somos uma mistura de várias influências, entre elas o rock, porém, sempre mantendo o regional”, frisou.



Com sete anos de carreira e vindo de uma recente turnê nacional, a banda Luneta Mágica fechará a primeira noite de seleção. Segundo Erick Omena, vocalista da banda, a turnê durou 40 dias e passou por 20 cidades. “A música brasileira é nossa influência, coisas do cotidiano, como Mutantes, Caetano Veloso, Clube da Esquina. A banda já teve milhões de formações e tem esse nome por conta do livro que é um marco do realismo fantástico do Brasil e representa bem o que a nossa música quer: propor uma nova perspectiva de ver as coisas”, destacou. 


Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.