Últimas

Fieis Católicos comemoram a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém

Fieis representa a chegada de Jesus em Jerusalém
Fotos: Adson Santos / BLITZ AMAZÔNICO

Católicos do mundo inteiro comemoraram neste domingo, (09), o Domingo de Ramos, data que representa a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. Segundo a Bíblia, em (Mateus: 21: 9), “Hosana ao Filho de Davi, bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas! ”.

De acordo com as escrituras, quando se aproximaram de Jerusalém, e chegaram a Betfagé, ao Monte das Oliveiras, Jesus enviou dois discípulos até uma aldeia que estava em frente a eles, onde encontrariam uma jumenta presa, e um jumentinho com ela, e disse a eles que a trouxessem. Disse ainda que, se alguém dissesse alguma coisa, poderiam responder que o Senhor precisa deles e logo os enviará.

Na zona leste, no bairro de São José Operario, fieis e devotos foram as ruas para a tradicional procissão de ramos que acontece todos os anos próximo a semana Santa.
Os Fieis percorreram algumas ruas do bairro até a escola GM 3, localizada no São José II, onde foi realizado a missa. De acordo com a coordenação, cerca de mil pessoas participaram deste ato sagrado.
                       
O Padre Francisco Alves foi o Presidente da Celebração que explicou a importância de se lembrar esse ato tão inexplicável feito por jesus, para que pudesse morrer pelos pecadores e no terceiro dia ressuscitar. Além dos Concelebrantes Alberto Rypel e Luís Laudato, o Diácono Manoel esteve presente na liturgia.

https://t.dynad.net/pc/?dc=5550001577;ord=1491838787382
Consta que isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito por um dos profetas, que disse: “Dizei à filha de Sião: Eis que o teu Rei aí te vem, Manso, e assentado sobre uma jumenta, E sobre um jumentinho, filho de animal de carga” (Mt 21:4-5).

Os discípulos foram e fizeram como Jesus lhes ordenou. Trouxeram a jumenta e o jumentinho, e sobre eles puseram as suas vestes, e fizeram Jesus assentar em cima. E muita gente estendia as suas vestes pelo caminho, e outros cortavam ramos de árvores, e os espalhavam pelo caminho. Uma multidão que ia adiante, e a que seguia, clamava, dizendo: “Hosana ao Filho de Davi, bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas!” (Mt 21: 9).

A dona de casa, Maria Aparecida, 56, disse a nossa equipe que todo sacrifício é valido, afinal, Jesus, morrer por todos nós. “Todos os anos é sagrado, venho e participo, tanto da procissão de Ramos como também das atividades que acontece durante a Quaresma”, pontuo.  

Ainda de acordo com as escrituras, entrando Jesus em Jerusalém, toda a cidade se alvoroçou, perguntando quem era ele. E uma multidão dizia que era Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia.

O mesmo gesto é repetido por fieis do mundo inteiro

Para alguns estudiosos esta entrada triunfal seria um ponto culminante da oferta do reino por Jesus, porque este momento ocorreu na semana antes da crucificação. Foi o profeta Zacarias que havia anunciado que o rei de Israel viria humilde, montado num jumento: “Alegra-te muito, ó filha de Sião, exulta ó filha de Jerusalém: eis aí te vem o teu rei, justo e salvador, humilde, montado em jumento, num jumentinho, cria de jumenta” (Zc 9:9).     

Por causa dessa referência o jumento tornou-se um animal associado ao Messias. Já o livro de Apocalipse demonstra que, quando o Cristo retornar em glória para estabelecer o seu reino, ele fará uma entrada militar real, montada num cavalo branco: “Vi um céu aberto e eis um cavalo branco. O seu cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro e julga e peleja com justiça” (Ap 19:11).

O Líder comunitário Adson Santos, ressaltou a magnitude de participar desse ato de amor e solidariedade. “Somos todos filhos de Deus, e essa data é muito importante para nós cristão, ressaltou o líder comunitário.


Fotos: Adson Santos / BLITZ AMAZÔNICO

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.