Últimas

O AMAZONAS É O 7º ESTADO ONDE MAIS MATAM PESSOAS. DAR PRA ACREDITAR?


Número de homicídios no Amazonas aumenta 107,7% em 10 anos, revela estudo
A quantidade de homicídios registrada por ano no Amazonas saltou de 699 para 1.452, segundo o Atlas da Violência. Crescimento do Estado é o 7º maior do Brasil

O número de homicídios no Amazonas aumentou 107,7% entre os anos de 2006 e 2016. O dado consta no Atlas da Violência 2018 que foi divulgado, nesta terça-feira (5), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Segundo o Atlas, os homicídios registrados por ano no Estado saltaram de 699 em 2006 para 1.452 em 2016. Os números colocam o Amazonas como o 7º estado com maior crescimento no número de assassinatos no Brasil e o 3º da região Norte.

Os 9 estados onde o número de homicídios mais cresceu no País são do eixo Norte/Nordeste. Rio Grande do Norte (307,5%), Tocantins (152%), Sergipe (150,4%), Maranhão (148,5%), Acre (129,7%) e Bahia (116,6%) são os que aparecem à frente do Amazonas no ranking. Pará (103,7%) e Ceará (103,2%) aparecem na sequência.

Jovens são os que mais morrem no Amazonas

Entre 2006 e 2016, 12.233 homicídios ocorreram no Amazonas, de acordo com o Atlas. Do total de mortes, 56,75% (6.967 homicídios) são de jovens entre 15 e 29 anos de idade.

A média amazonense é superior à nacional. No Brasil, em 2016, foram notificados 62.517 homicídios, sendo 33.590 vítimas com idade entre 15 e 29 anos (53,72%).

No ano retrasado, o Amazonas foi o 13º estado brasileiro onde mais jovens foram vítimas de homicídio (782) e o 15º com mais mortes no geral (1.452). Na região Norte, nos dois quesitos o Amazonas aparece apenas atrás do Pará. O estado vizinho é o 5º com maior número de jovens assassinados (2.266) e o 6º no total de homicídios (4.223).

O Amazonas registrou aumento de 82,7% no número de homicídios envolvendo jovens entre 2006 e 2016. A quantidade de mortes por ano saltou de 428 para 782. Apesar disso, na comparação entre os dois últimos anos analisados pelo Atlas, houve uma queda de 3,3% nas ocorrências. Em 2015, 809 jovens foram vítimas em homicídios no Estado, 27 a mais do que o ano seguinte.

Número de homicídios contra mulheres cresce em 118,3%

No Brasil, em 2016, 4.645 mulheres foram assassinadas, isto é: uma taxa de 4,5 mortes para cada 100 mil brasileiras. Em dez anos, observa-se um aumento de 6,4% nesses crimes. No Amazonas a média de homicídios de mulheres, em dez anos de estimativa, sofreu um acréscimo de 118,9%.

Homicídios diminuíram entre 2015 e 2016

Mesmo com o crescimento na quantidade de homicídios contabilizados no Amazonas, o Atlas da Violência aponta que houve diminuição nas ocorrências do gênero entre 2015 e 2016. A queda foi de 1,4% e o Estado foi o único do Norte que registrou recuo no número de mortes na comparação dos dois anos.

A taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes no Amazonas é a menor da região Norte em 2016 e a 13ª melhor do País: 36,3.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.