Últimas

Operações policiais no interior renderam 153 prisões e recuperação de mais de 70 veículos roubados

As operações policiais integradas no interior do Amazonas foram intensificadas nos últimos meses seguindo a estratégia da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) de fortalecer o combate a crimes como o tráfico de drogas e os roubos e furtos de veículos. De outubro de 2017 até a semana passada, as operações especiais ocorreram em 30 cidades, com a prisão de 153 infratores, apreensão de 18 armas de fogo e a recuperação de 72 veículos furtados e roubados.
Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO
Antes de as equipes desembarcarem nas cidades, todo um trabalho de inteligência e investigação é realizado pelo sistema de segurança, envolvendo as delegacias e os comandos da Polícia Militar dos municípios. Com mandados de prisão, busca e apreensão em mãos, os policiais seguem para os alvos, cruzando estradas na madrugada e atravessando os rios de lancha, quando é preciso chegar às comunidades ribeirinhas. “Essas ações têm conseguido desarticular grupos criminosos ligados, principalmente, ao tráfico de drogas no interior e que também acabam alimentando outros crimes como roubos e furtos. É uma medida de impacto no combate à violência e no fortalecimento da segurança pública nos municípios”, afirmou o secretário de Segurança, coronel da Polícia Militar do Amazonas, Anézio Paiva, destacando que, além das operações, a secretaria tem ampliado investimentos ao policiamento nos municípios, com a renovação de viaturas e envio de 215 novos policiais civis ao interior.
As operações envolvem a Polícia Civil, Polícia Militar e Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), da SSP-AM. As ações contam com apoio de delegacias especializadas, delegacias regionais e dos grupamentos da PM dos municípios. Nessas operações especiais, ao todo, foram presos 153 infratores, apreendidas 18 armas de fogo, recuperados 72 veículos roubados e furtados, além de 29 objetos roubados, entre televisores e celulares.
Nos dias 22 e 23 de março, a operação desembarcou em Eirunepé (a 1.160 quilômetros em linha reta da capital). Sob a coordenação do delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Antonio Chicre Neto, a ação resultou na prisão de 12 pessoas, em flagrante, durante o cumprimento de 16 mandados de prisão e de busca e apreensão. Ao longo das diligências, os policiais civis apreenderam duas armas de fogo, três motocicletas com restrição de roubo, droga, dinheiro, celulares e animais silvestres que seriam comercializados ilegalmente.
Simultaneamente à operação, foram realizadas blitze nas principais ruas do município, além de revista nas celas da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Eirunepé, que funciona como unidade prisional. No lugar foram encontrados, em duas celas, dois buracos feitos pelos detentos para uma possível fuga.
No dia 3 de maio, dez pessoas foram presas em Itapiranga e Silves e cinco veículos roubados foram recuperados durante operação. Todos os presos eram envolvidos em crimes como o tráfico de drogas, roubos e homicídios. No dia 16, os policiais desembarcaram em Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus) e cumpriram 19 mandados de prisão, além da apreensão de R$ 6 mil em espécie provenientes do tráfico de drogas.
Na cidade ligada a Manaus pela rodovia AM-010, a operação desvendou a atuação de uma rede comandada pelo presidiário Jackson Vinhote da Silva, conhecido como ‘Tonzão’, envolvido em crimes de tentativas de homicídios e investigado por homicídios e extorsões. Dos mandados, 10 foram cumpridos fora da unidade prisional do município, e outros nove dentro da unidade de pessoas que trabalhavam para o condenado.
Operação recuperou 53 motocicletas
 Outra operação de grande destaque aconteceu entre os dias 11 e 13 de junho nas cidades de Urucará (a 261 quilômetros da capital), São Sebastião do Uatumã (a 247 quilômetros) e Itapiranga (a 227 quilômetros). Na ocasião, 53 motocicletas e três carros roubados em Manaus foram recuperados. Em todos os casos, os veículos estavam com chassi adulterado, conforme constatou a perícia.
Os veículos chegaram a Manaus na semana passada. Segundo o diretor do DPI, delegado Mateus Moreira, as pessoas que estavam com os veículos roubados responderão pelo crime de receptação. Em Manaus, a Polícia Civil também está trabalhando para que os bens sejam devolvidos aos proprietários. “Esse trabalho tem o objetivo de gerar segurança e fazer a prisão de eventuais lideranças criminosas existentes no interior do Estado. É um trabalho mais focado no combate ao tráfico de drogas, mas também de combater o comércio de veículos roubados e furtados que são levados para o interior”, disse Mateus Moreira.
Segundo o titular da SSP-AM, as operações integradas nos municípios serão cada vez mais intensificadas. “Além de trabalhar com o fortalecimento da Inteligência, vamos oferecer melhorias na área de infraestrutura, com a entrega de novas viaturas e a ida de novos policiais civis. As operações vêm colaborar com essa estratégia de saturação, ajudando a sufocar o crime, combater a violência e melhorar a segurança pública no interior”, ressaltou o Coronel Anézio Paiva.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.