Últimas

Arqueólogos encontram urnas funerárias indígenas de 1,5 mil anos em Tefé

Foto:Reprodução Whatsapp
Arqueólogos do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá encontraram urnas funerárias indígenas de 1 a 1,5 mil anos na comunidade de Tauarí, localizada na Floresta Nacional de Tefé (Flona). A informação foi divulgada pela Prefeitura do município que fica a 523 quilômetros de Manaus.

“Foi através de estudos que arqueólogos descobriram vestígios da presença indígena na área e agora, novas descobertas arqueológicas estão sendo feitas no local. Uma equipe de pesquisadores do Mamirauá faz escavação na área. Muitos fragmentos já foram encontrados na região de Tefé ao longo dos anos. E agora os arqueólogos encontraram essas urnas funerárias. Uma grande descoberta e relevante para estudo em nossa cidade de Tefé”, diz trecho de nota publicada pela Prefeitura de Tefé em seu site.

De acordo com a assessoria de comunicação do Instituto Mamirauá, a equipe de arqueólogos deve permanecer na comunidade de Tauarí por mais dez dias. A área não possui sinal de celular e internet, o que impede a comunicação com os pesquisadores. Mais detalhes sobre os achados na região serão divulgados após o retorno da equipe.

Flona

A Floresta Nacional de Tefé (Flona) foi criada em 10 de Abril de 1989 pelo Decreto nº 97.629 com uma área de 1.020.000 hectares. Entre suas particularidades estão a grande área verde de floresta tropical nativa, que conserva uma gigantesca biodiversidade. Dentro e no entorno da unidade vivem mais de 900 famílias (3.600 pessoas) agrupadas em 99 comunidades/localidades que se distribuem ao longo das margens dos três rios: Tefé, Bauana e Curunitá de Baixo. Elas ajudam na conservação e preservação da flora e fauna das espécies que existem na Unidade de Conservação

Acritica

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.