Últimas

é mole ou quer mais? Polícias do Amazonas e do Pará recuperam dezenas de motos e carros


Uma operação conjunta entre as Polícias Civil e Militar do Amazonas e do Pará resultou na recuperação de 74 veículos. Motocicletas e carros tinham sido furtados e roubados em território amazonense. Foram trazidas para Manaus 43 motos neste sábado (1°). A Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv) iniciará os procedimentos para devolver as motos aos proprietários.


Inciada no dia 21 de agosto, a operação foi concluída na última quinta-feira (30). Durante dez dias da ação conjunta foram apreendidos dez carros e 61 motos em Juruti, no Pará. Os veículos tinham sido furtados e roubados em cidades do Amazonas e levados por criminosos ao Pará. No estado vizinho, os veículos eram adulterados e vendidos. Outras três motos também estavam em Parintins, a 369 km de distância da capital amazonense.


"Existe um processo para os criminosos levarem essas motocicletas daqui. São alteradas as placas e quando a polícia chega eles escondem as motos e levam elas para os ramais. Nós investigamos e por isso apreendemos essa quantidade", explicou o delegado-geral da Polícia Civil do Amazonas, Mariolino Brito.

Polícia vai analisar boletins de ocorrência durante trabalho de identificação de proprietários (Foto: Adneison Severiano / G1 AM)

As motos recuperadas foram transportadas de volta para Manaus na balsa da Delegacia Fluvial (Deflu) e chegaram na manhã deste sábado. O delegado-geral adjunto Antonio Chicre Neto esclareceu que outras 20 motos e dez carros continuam em Juruti, mas serão transferidos após conclusão dos procedimentos da Polícia Civil do Pará.

De acordo com o delegado titular da Derfd, Rafael Allemand, as numerações originais das motos já foram identificadas pela perícia. As motos serão levadas para a Delegacia Especializada e lá será feita análise de boletins de ocorrência para identificar as vítimas.

"Após essa verificação, será chamada vítima por vítima para fazer a entrega. Não precisam todas as pessoas irem a delegacia antes de fazermos o contato. Será feito todos os procedimentos internos, será feito contato com vítima ou pessoa que registrou o Boletim de Ocorrência", explicou Allemand.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.