Últimas

Humaitá quer mudança e declara apoio para Wilson Lima

Em visita a municípios da Calha do Madeira, nesta sexta-feira (19), o candidato ao governo do Amazonas Wilson Lima (PSC) desembarcou em Humaitá, no Sul do estado, para uma carreata pelas ruas da cidade. À frente da multidão, que seguia em carros, motos e a pé, Wilson foi muito celebrado pelos moradores.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Após a carreata, Wilson participou de comício em um clube do município, onde falou, entre outros pontos, de sua política de governo para o setor primário, valorização da saúde, educação e segurança, combate à corrupção, otimização de recursos públicos, e a pavimentação da BR-319.


“Como jornalista, eu passei 12 anos conhecendo a realidade da população. Mas como governador, sei que posso fazer muito mais. Não tenho compromisso com nenhum grupo político. Por isso posso garantir que farei um governo técnico, com especialistas ocupando os cargos e não os entregando a partidos políticos. Meu maior projeto de campanha é não roubar, acabar com essa política do ‘rouba, mas faz’”, disse ele.


Wilson Lima disse ainda que vai lutar pela melhoria da qualidade dos serviços públicos do estado. “Não vou sossegar enquanto os hospitais do interior não tiveram mais médicos, melhores equipamentos e remédios suficientes para os pacientes”, disse.


 Reafirmou o compromisso de lançar concursos público para a saúde e a segurança, a fim de aumentar o número de profissionais dessas áreas no município.


Na área da educação, Wilson assegurou que vai valorizar os professores e demais servidores. “O professor é a base da sociedade. Vamos cumprir os acordos feitos com a categoria, dar ampla transparência sobre os recursos do Fundeb. O professor não vai precisar fazer greve para garantir aquilo que já é seu”, defendeu.


Wilson defendeu ainda a ideia de ser um articulador entre governadores e bancadas congressistas do Norte para lutar pelo destravamento da pavimentação da BR-319 e prometeu investir em estradas e vicinais para escoar a produção. Segundo ele, essas medidas são fundamentais para o desenvolvimento da política pública voltada para o setor primário, uma vocação do Amazonas, em especial da Calha do Madeira.


“A região Sul do Amazonas tem um potencial gigantesco para a agricultura, pecuária, extração madeireira e para o extrativismo familiar. O que precisamos é investir seriamente na regularização fundiária, na oferta de insumos, crédito e assistência técnica, pavimentação de ramais e na própria viabilização da BR-319. Vamos sim respeitar a natureza nesse processo, mas também precisamos olhar para o desenvolvimento social das famílias que vivem aqui”.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.