Últimas

Brasileiro que assassinou tios e primos é condenado à prisão perpétua na Espanha

Assassino dos primos de 1 e 4 anos de idade e responsável por esquartejar os tios, Patrick Nogueira recebeu 3 sentenças à prisão perpétua; cabe recurso

Reprodução/El Mundo
Patrick Nogueira esquartejou dois primos e assassinou os primos em Pioz, na Espanha

O brasileiro Patrick Nogueira, 22 anos, foi condenado três vezes à prisão perpétua pelo assassinato dos tios e de seus primos, de apenas 1 e 4 anos de idade, num caso que chocou a cidade de Pioz, na Espanha , em 2016. A sentença foi anunciada nesta quinta-feira (15) pela Justiça espanhola, após juri popular.

Preso na Espanha há dois anos, Patrick Nogueira é assassino confesso de seus familiares. Ele visitou a casa de seus tios no dia 17 de agosto de 2016 e usou uma faca que havia comprado dias antes para assassinar a tia e os primos. Ele ainda ficou aguardando a chegada de seu tio na casa para matá-lo também e, após os quatro homicídios, Patrick esquartejou os corpos para colocá-los em mochilas e descartá-los em outro endereço.

As três sentenças de prisão perpétua foram proferidas pelos assassinatos do tio Marcos Campos Nogueira e das duas crianças. Já para o assassinato da tia Janaína Américo, foi fixada condenação a 25 anos de prisão. 

A sentença destaca que Patrick agiu de modo traiçoeiro, uma vez que os laudos periciais produzidos ao longo das investigações não identificaram nenhuma marca que desse indícios de tentativa de defesa por parte das vítimas.

"Foi um ataque com arma branca por parte do autor. Súbito, imprevisto e fulminante. Que eliminou qualquer possibilidade de defesa por parte das vítimas. A isso, soma-se o fato de que, no caso da mulher [Janaína], o espaço em que se produziu sua morte, a cozinha da casa, era um recinto apertado e no qual a vítima se encontrava voltada para a porta", destaca a sentença.

Além do tempo de prisão, Patrick Nogueira também foi condenado a pagar indenização de 390 mil euros às famílias das vítimas. Ele também deverá pagar 22 mil euros ao dono do imóvel onde ocorreu o crime. Cabe recurso da decisão.

A Justiça espanhola destacou que, enquanto aguardava a chegada de seu tio após ter matado a tia e os primos, Patrick trocou mensagens com um amigo no Brasil para relatar seus feitos.

Patrick chegou a retornar ao Brasil após cometer os crimes , mas depois decidiu viajar de volta à Espanha devido ao temor de acabar preso em uma penitenciária brasileira

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.