Últimas

Controladoria-Geral do Estado gerou economia de R$3,9 milhões ao AM


Uma economia de mais de R$ 3,9 milhões aos cofres do Governo do Estado do Amazonas. Esse foi o saldo obtido pela Controladoria-Geral do Estado (CGE) nos últimos 13 meses, período da gestão do governador Amazonino Mendes (PDT), como resultado da reforma administrativa da pasta.

No último ano, a CGE encerrou contratos que somavam R$ 731.317,10. Além dos distratos, a secretaria também passou por enxugamento no quadro funcional, totalizando contenção de R$ 3.194.828,83 nos gastos com a folha de pagamento.

A subcontroladora-geral de Ouvidoria, Seilani Almendros, ressalta que, no último ano, a Controladoria atingiu metas de contenção e gastos e alcançou bons resultados quanto ao fortalecimento de ações voltadas ao atendimento ao cidadão. A subcontroladora explica, ainda, que as medidas adotadas resultaram em avanços na qualidade do serviço prestado à população. “Durante os 13 meses foi possível capacitar os servidores quanto ao atendimento no setor de ouvidoria, seja atendimento presencial ou eletrônico. Adotamos novas ferramentas como o WhatsApp para aproximar a população ainda mais do setor público. Um grande passo foi a extensão dos serviços de ouvidoria aos municípios, com treinamentos para recepção de demandas por meio do Sistema de Ouvidoria do Estado (e-OUV)”, explica.

Serviços - A Controladoria-Geral do Estado utiliza, desde novembro de 2017, o e-OUV, gratuitamente. O sistema foi disponibilizado pela Controladoria-Geral da União (CGU) e permite ao cidadão registrar elogios, denúncias, reclamações e solicitação de informação por meio do site www.cge.am.gov.br no link ‘e-OUV’.
De novembro de 2017 até novembro de 2018 foram registradas 205 manifestações, com maior demanda para solicitação de informação, seguido de denúncia e reclamação. Dentre as mais de 200 demandas, 90% foram respondidas ao cidadão e as demais estão tramitando dentro do prazo de análise e resposta, que é de 30 dias corridos, podendo ser prorrogáveis por mais 30 dias.

As secretarias mais demandadas são: a Secretaria do Estado de Saúde (Susam) e Secretaria do Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc).

O e-OUV conta com 72 órgãos do Poder Executivo cadastrados, além de três órgãos partícipes e mais 13 prefeituras do Amazonas que aguardam efetivação do cadastro para operacionalizar o sistema e atender à população.

A CGE, por meio da Subcontroladoria-Geral de Ouvidoria, também atendeu ao cidadão pelo número de Whatsapp (92) 99480-8446, com 84 manifestos; de forma presencial, na sede da CGE, com 16 atendimentos; por telefone, onde foram registradas 14 ligações; por e-mail, com 1 (um) registro e pelo canal Fale Conosco, com 2 (dois) atendimentos.

e-SIC - Outro canal de atendimento ao cidadão disponibilizado pelo Governo do Estado, através da CGE, é o Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC). O sistema permite ao cidadão solicitar informações públicas. O link para acesso ao sistema também pode ser encontrado no site www.cge.am.gov.br no link ‘e-SIC’.

Conforme dados extraídos do e-SIC em 13 de novembro de 2018, no período de janeiro a novembro de 2018 a CGE recebeu 723 pedidos de informações pelo e-SIC. Deste total, 660 foram respondidos; 72 pedidos estão abertos dentro do prazo de tramitação; três pedidos seguem tramitação e 30 foram negados.

O prazo de resposta é de 20 dias podendo ser prorrogados por mais dez dias.





































Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.