Breaking News

Homem é preso suspeito de invadir casa e estuprar ex-companheira na frente de filho de 3 anos, no AM


Um homem de 31 anos foi preso suspeito de estuprar a ex-companheira, de 24 anos, na casa da vítima, no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus, neste domingo (6). Ele invadiu o local e, ao retornar para casa, a mulher encontrou o suspeito sem roupa dentro da residência. Ele cometeu o abuso em frente ao filho de 3 anos da vítima.

De acordo com a delegada Débora Mafra, da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM), o casal estava separado desde outubro de 2018. Antes, ela já havia o denunciado por violência doméstica e maus tratos.

“Com este caso, são cinco Boletins de Ocorrência dela contra ele, desde março de 2018. Ele já havia sido preso em julho, por tê-la violentado. Ela tinha medidas protetivas contra ele, mas ele sempre fugia para não tomar ciência. Não desta vez”, disse a delegada.

Segundo a delegada, a vítima contou que havia saído de casa, durante a manhã de domingo (6). Ao retornar, ela encontou a porta da casa arrombada e, ao entrar, se deparou com o suspeito já sem roupa.

“Ele pegou ela, deu um chupão no pescoço, tentou enforcar, jogou na cama, consumou o estupro sem nenhum preservativo, deitou na cama e ficou na paz. Tudo isso na frente de um filho de 3 anos que ela tem. Ele não teve nem um pouco de educação para não querer ferir essa criança também”, explicou Mafra.

Em seguida, a vítima saiu da casa e, ao ver uma vitura da Polícia Militar, informou o que havia acontecido. Os policiais então foram ao local e prenderam o homem, que ainda estava despido e deitado na cama. Ele foi levado para a delegacia.

Questionado sobre o crime, o suspeito diz que a mulher que o procurou, que seria ciumenta e que ela teria consentido o ato. “Ele diz que ela vai atrás, mas percebemos pelo histórico que, de forma alguma, foi dessa maneira”, comentou.

O suspeito foi encaminhado para a DECCM. Ele deve responder pelo crime de estupro. Após os procedimentos cabíveis na delegacia, ele deve ser encaminhado para uma Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch Reis.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.