Breaking News

Quadrilha suspeita de roubar veículos e cometer arrastões é presa em Manaus


Cinco pessoas foram presas suspeitas de integrarem uma quadrilha especializada em roubos de veículos e por realizar “arrastões” em Manaus, durante uma ação da Polícia Civil, feita no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus. no domingo (6). Um homem suspeito de ter roubado um carro foi preso e outro foragido suspeito de ter cometido os crimes de estupro e atentado violento ao pudor foi recapturado pelos policiais.

De acordo com o delegado Cícero Túlio, da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), a polícia recebeu a denúncia do roubo de um carro, no dia 1° de janeiro. Os policiais então começaram a investigar o crime e descobriram que se tratava de uma quadrilha especializada em roubos e furtos de veículos.

“Durante a investigação, notamos que se tratava de um grupo especializado em roubos e furtos de veículos, para realizar arrastões na cidade. Assim que eles costumavam agir. Avistavam possíveis vítimas, roubavam o veículo e, depois, usavam para fazer os arrastões pela cidade”, explicou o delegado.

A Derfv investigava os suspeitos, quando revebeu a informação de que eles estariam em uma casa de festas, no bairro Dom Pedro, no domingo. As equipes policiais foram até o local informado e viram o carro que havia sido roubado, estacionado.

“Montamos campana na área e os vimos. Fizemos a abordagem dos cinco e encontramos um simulacro de arma de fogo, uma faca, munições calibre 380, celulares roubados, um capuz e algemas, com eles", disse Túlio.

Materiais que estavam com os suspeitos foram apreendidos pela polícia — Foto: Patrick Marques/G1 AM

Ainda conforme o delegado, durante a ação, a polícia recebeu informações de que um homem havia roubado um carro no Conjunto Mutirão, Zona Norte de Manaus. Eles então foram ao local, fizeram buscas e avistaram o carro roubado. Eles abordaram e também prenderam o suspeito. Durante a ação, eles ainda recapturaram um foragido da justiça, que havia sido sentenciado a 12 anos de prisão, pelos crimes de estupro e atentado violento ao pudor.

Todos os envolvidos foram encaminhados para a Derfv. Os suspeitos de integrarem a quadrilha devem responder pelos crimes de associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo ou munição de uso permitido e receptação. O suspeito preso no Mutirão deve responder por roubo majorado. Após os procedimentos cabíveis, eles devem ser encaminhados para uma Audiência de Custódia.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.