ÚLTIMAS NOTICIAS

Roberto Cidade se reúne com superintendente do DNIT para discutir situação dos portos do Amazonas


Na manhã desta sexta-feira (08), o presidente da Comissão de Transportes, Trânsito e Mobilidade, deputado estadual Roberto Cidade (PV), se reuniu com o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Fábio Porto Galvão, para conversar sobre a situação dos portos do interior do Estado. Esta foi a primeira de uma série de reuniões que o parlamentar irá realizar antes de formatar os primeiros projetos voltados para o setor.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Durante a reunião, Cidade conheceu as dificuldades enfrentadas pelo departamento para a execução das atividades, início e conclusão de obras e, principalmente, a manutenção e serviço. Atualmente, para manter um porto funcionando no interior, os gastos ficam em torno de R$ 120 mil por mês.

“Procuramos primeiro o DNIT por ser o órgão competente para fiscalizar, criar soluções e executar ações, como no caso da BR 319 e os portos do interior do Estado do Amazonas. Pelo panorama que nos foi passado, a situação é difícil então iremos trabalhar muito isso dentro da Comissão e levar o assunto para ser discutido junto com os outros parlamentares”, afirmou o deputado.




De acordo com o Fábio Galvão, pelo menos quatro portos deverão ser inaugurados este ano. O primeiro deles será o de Borba (distante 326 km de Manaus) em até 30 dias. 

A notícia animou o vice-prefeito de Borba, Toinho Cidade, que acompanhou a reunião e pode apresentar outras demandas para que o porto possa atender as necessidades dos passageiros e visitantes. 

“Pela fala do superintendente ele nos garantiu que falta pouco para que o nosso porto comece a operar normalmente. Hoje, o povo de Borba quando precisa pegar um barco tem que descer um barranco muito alto e isso é ruim para as pessoas idosas ou que tem dificuldades de locomoção. Estamos aguardando essa inauguração com a certeza de que a população será bem atendida”, afirmou o vice-prefeito.

Incentivo ao Empreendedorismo

Uma das ideias sugeridas pelo deputado, para que haja um apoio no pagamento das despesas dos portos do interior, é que possa haver uma exploração dos espaços para a instalação de quiosques para a venda de alimentos ou artesanatos. Dessa forma, além da geração de emprego e renda, a exploração poderia gerar economia para os cofres federais.

“É uma ideia que nós apresentamos pois quem chega no porto quer fazer um lanche, uma refeição ou comprar uma lembrança. Existem cidades que o porto se torna até um ponto turístico, onde as pessoas visitam para tirar fotos, passear. Então é preciso haver um ambiente onde elas possam aproveitar”, concluiu.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.