Últimas

Em Presidente Figueiredo, Polícias Civis e Militares prende seis pessoas com armas que possivelmente teria sido usada em homicídios


A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da 37ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Presidente Figueiredo, sob o comando do delegado Valdinei Silva, em ação conjunta com policiais militares que atuam naquele município, distante 107 quilômetros em linha reta da capital, deflagrou, na terça-feira (05/03), por volta das 6h, operação policial que resultou nas prisões de seis pessoas envolvidas em três homicídios ocorridos no mês fevereiro deste ano, em Presidente Figueiredo. 

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Durante a ação, foram presos Adelmo Costa de Souza, 25; o casal Francilene Souza de Souza, 25 e Jhon Cley Brabosa da Silva, 28; José Paulo Teles Castro, 25, e os irmãos Marlisson João de Assis Lima, 18, e Pedro Antônio de Assis Lima, 20. O grupo foi encontrado pelas equipes na casa do casal Francilene e Jhon, situada na Comunidade Marcos Freira, no quilômetro 13, rodovia estadual AM-240, daquele município. 

O delegado titular da 37ª DIP informou que, ao longo dos trabalhos, foram encontradas no lugar duas espingardas calibre 16, duas pistolas, sendo uma de calibre 380 e outra de calibre PT40, 31 munições de calibre 9 milímetros, 21 trouxinhas de maconha do tipo skunk, uma porção pequena de oxi, cinco aparelhos celulares, um tablet, dois relógios. 

“Objetivo da operação era apreender as armas de fogo utilizadas em três homicídios ocorridos na região, no mês de fevereiro deste ano. Os dois primeiros aconteceram nas comunidades Maruaga e Cristo Rei, situadas, respectivamente, no quilômetro 7 e 28, da rodovia AM-240, e o terceiro na ocorreu na rua Juma, bairro Sol Nascente, na sede do município. Jhon Cley, Francilene, Marlison e Pedro tinham mandado de prisão em função do envolvimento nesses três homicídios. Já os outros dois José Paulo e Adelmo, foram autuados em flagrante”, explicou Silva. 

Circunstâncias dos crimes – De acordo com a autoridade policial, o primeiro crime ocorreu na madrugada do dia 15 de fevereiro deste ano, por volta das 4h, tendo como vítima João Jonas, conhecido como “Bacana”, que foi alvejado com vários disparos de arma de fogo, calibre 9 milímetros, dentro da casa dele, situada na Comunidade Cristo Rei. Além dos disparos de armas de fogo, os autores atearam fogo no corpo e na casa da vítima. 

No dia 19 de fevereiro deste ano, por volta de meia-noite e trinta minutos, três homens armados invadiram a casa de um home, identificado como Claudio Dias da Mota, localizado na comunidade Maroaga, e dispararam vários tiros de arma de fogo. Os infratores atingiram também duas mulheres que estavam na casa e que ainda estão hospitalizadas em estado grave. Silva explicou que o crime tem relação com o tráfico de drogas já que, segundo informações levantadas, o filho da vítima comercializava drogas naquela localidade. 

O delegado destacou que, ainda relacionado ao tráfico de drogas, na noite do dia 28 de fevereiro deste ano, dois homens armados invadiram a residência de André Guilherme Barbosa, situada na rua Juma, bairro Sol Nascente, e dispararam vários tiros de arma de fogo contra a vítima que foi a óbito no local. 

Indiciamentos – Adelmo; Francilene; Jhon Cley; José Paulo; Marlisson, e Pedro, foram indiciados pela participação nos três homicídios. Além disso, os seis indivíduos foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e de uso permitido, tráfico de drogas, associação para o tráfico e associação criminosa. Após os procedimentos cabíveis na 37ª DIP, os infratores irão permanecer presos na carceragem da unidade policial, onde ficarão à disposição da Justiça.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.