Breaking News

Alunos do Programa Implante Coclear prestigiam o último dia do projeto ‘Lê pra mim?’

Alunos do Programa de Implante Coclear (PIC), executado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) participaram do encerramento do projeto “Lê pra mim?”, na tarde desta quarta-feira, 17/4, na Biblioteca Pública do Amazonas, no centro de Manaus. O projeto, que aconteceu esta semana em Manaus pela primeira vez, é uma iniciativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Segundo a coordenadora geral do PIC, Mariana Pedret, a visita à biblioteca e a participação no projeto, que consiste no estimulo à leitura e no reconto de histórias, faz parte das atividades terapêuticas externas, que alunos do programa participam ao longo do ano. Na prática, são terapias feitas no contexto do mundo real das crianças.

A coordenadora destacou ainda que a visita dos alunos à biblioteca foi interessante porque o momento propiciou a interação dos estudantes com outras crianças, bem como a percepção auditiva no ambiente com ruídos, parecidos com os da sala de aula.

“Essa atividade nada mais é que um link com as ações desenvolvidas pelo programa. E como a gente trabalha a audição, a compreensão do que é dito, também com reconto de histórias, é importante fazer esse link do programa com atividades promovidas pela própria secretaria no sentido de fazer histórias, de trazer experiências, pois, com isso, conseguimos trazer às crianças a compreensão auditiva fora do ambiente terapêutico”, frisou.

Os alunos estudam nas escolas municipais Francisca Pereira, Ulisses Guimarães e Armando de Souza Mendes, e no Instituto Filippo Smaldone, instituição conveniada da Semed.

No encerramento foram lidas as obras “Até a princesa solta pum”, do escritor Ilan Brenman e “Sapos do meu Quintal”, da escritora amazonense Ana Peixoto. Marcelo Aouila, coordenador-geral do “Lê pra mim?” e a cantora Márcia Siqueira foram os responsáveis pelas leituras.

Uma das alunas que prestigiou o projeto foi Yamille Jacaúna, estudante do 7º ano do ensino fundamental da escola municipal Armando de Souza Mendes. A estudante, que foi ao espaço de leitura e cultural pela primeira vez, ressaltou que o momento foi bem interessante. “Adorei as fotos que vi no interior da biblioteca, o lugar como um todo e as histórias. Enfim, adorei tudo”, contou.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.