Breaking News

‘O Globo’ aponta Wilson Lima como um dos piores governadores do Brasil

O governo de Wilson Lima levou vermelho na maioria das avaliações e ficou em último lugar entre as gestões analisadas, incluindo constatações graves como crise de gestão e superfaturamento de contratos, logo nos três meses de governo.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A edição do jornal O Globo trouxe nesta quarta-feira, 10, um balanço das principais ações realizadas por governadores das quatro regiões brasileiras, nos primeiros cem dias de governo, nas áreas de Infraestrutura, Saúde, Educação, Segurança e Economia. Dez governadores foram avaliados, entre eles, Wilson Lima (PSC), do Amazonas.

As notas de avaliação foram representadas nas cores VERDE (ações foram bem endereçadas), AMARELA (há erros e acertos nas primeiras ações realizadas); e VERMELHO (retrocesso ou paralisia com necessária correção de rumo).

O governo de Wilson Lima levou vermelho na maioria das avaliações e ficou em último lugar entre as gestões analisadas, incluindo constatações graves como crise de gestão e superfaturamento de contratos, logo nos três meses de governo.

Critérios
O principal critério de análise do jornal foi a execução das diretrizes do Plano de 100 dias, apresentado no primeiro mês de mandato pela maioria dos governantes ou, na ausência desse cronograma, o jornal levou em consideração o Plano de Governo, proposto na campanha eleitoral.

A avaliação foi feita por especialistas de universidades e institutos de pesquisa sobre os avanços mostrados por cada governo à reportagem e com base nas informações pesquisadas pelos jornalistas.

No Amazonas, o material foi elaborado pela jornalista Paula Litaiff e editado pelo editor-chefe da filial do O Globo, em Brasília, o especialista em Jornalismo Político, Roberto Maltchik.

Omissão e vergonha
Em janeiro e fevereiro deste ano, o jornal tentou obter informações sobre o Plano de 100 dias ou os avanços obtidos no governo Wilson Lima. Procurada, a Secretaria de Comunicação (Secom), da jornalista Daniela Assayag, não repassou os dados, mesmo sabendo que a falta de informações poderia gerar um embaraço ao Amazonas em nível nacional.

Em coletiva à imprensa, na sede do governo, nesta quarta, Wilson Lima disse que não foi ouvido pelo O Globo. Das três uma: ou o governador não sabe o que acontece na sua administração, ou a sua secretária lhe omite demandas ou, ainda, os dois sabiam da pauta do jornal, mas decidiram não responder, descumprindo obrigações previstas na Constituição Federal sobre o princípio da publicidade.

De toda forma, o resultado desastroso da Comunicação do governo do Amazonas somado à gestão ineficiente de Wilson Lima comprometem a imagem do Estado na atração de investimentos e confiança política, uma vez que o tradicional veículo comunicação é considerado uma espécie de bússola para quem não gosta de empreender negócios em estados, cujas gestões mostram-se aventureiras.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.