Breaking News

Tenente-coronel do Exército é preso por suspeita de desvio de armas para clube de tiro

Alexandre de Almeida, foi preso em flagrante na terça-feira (23). Armas teriam sido desviadas para clube de tiro no Espírito Santo.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O tenente-coronel Alexandre de Almeida, foi preso em flagrante na terça-feira (23) pela suspeita de desvio de armas do Exército para clubes de tiro. Ele era responsável pela fiscalização do armamento no Estado.

Um Inquérito Policial Militar (IPM) foi aberto para investigar o caso. A prisão foi confirmada pelo Comando Militar do Leste e pelo Centro de Comunicação Social do Exército nesta quinta-feira (25).

Almeida tinha a obrigação de fiscalizar a importação e o comércio dessas armas para civis, o funcionamento de clubes de tiros, a venda de explosivos, a blindagem de veículos, além da atuação de caçadores, atiradores e colecionadores.

A página do Exército na internet mostra que em janeiro do ano passado, o tenente-coronel Alexandre de Almeida foi homenageado pela Confederação Brasileira de Tiro Esportivo, "pelos relevantes serviços prestados a atletas e praticantes de tiro esportivo."

Armas repassadas no Espírito Santo

A notícia do Inquérito Policial Militar, instaurado pelo Exército, foi publicada pelo jornal O Globo. Segundo o jornal, as armas desviadas pelo tenente-coronel Almeida eram repassadas para a Guerreiros Escola de Tiro e Comércio de Armas, na cidade de Serra, no Espírito Santo.

A investigação começou a partir da aposentadoria de um coronel. Ao passar para a reserva, ele entregou sua arma, uma pistola 9 milímetros, para o serviço de produtos controlados, comandado pelo tenente-coronel Almeida.

Em dezembro do ano passado, o oficial aposentado ficou sabendo que a arma tinha sido desviada para o clube de tiro do Espírito Santo.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.