ÚLTIMAS NOTICIAS

DEHS prendeu 58 suspeitos de envolvimento em homicídios no primeiro trimestre de 2019


Nos três primeiros meses de 2019, a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), da Polícia Civil do Amazonas, prendeu 58 pessoas suspeitas de envolvimento em diversos assassinatos cometidos na capital amazonense. 

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Os números englobam prisões em flagrante e em cumprimento de mandados e representam aumento de 190% em relação ao mesmo período do ano passado, quando ocorreram 20 prisões.

“Conseguimos elucidar diversos crimes e estamos trabalhando para melhorar ainda mais esses índices”, ressaltou o titular da DEHS, delegado Paulo Martins. Dos presos este ano, 50 são homens. Ano passado, das 20 prisões efetuadas entre janeiro e março, cinco são mulheres.

A maioria dos crimes de homicídio tem ligação com o tráfico de entorpecentes e, na maioria dos casos, as testemunhas temem prestar depoimentos ou repassar informações sobre os autores, tornando o trabalho de investigação mais difícil. Entretanto, para esses casos, existe um mecanismo que resguarda as testemunhas, o Termo de Declaração Confidencial.

“Com esse termo, a pessoa vem, presta o depoimento, ela é qualificada, mas a qualificação dela é à parte. Isso fica em um envelope, só quem vai ter acesso é o juiz e o promotor do referido procedimento. Nenhum advogado, tanto de defesa quanto de acusação, tem acesso. Isso facilita nosso trabalho, porque as pessoas prestam esclarecimento e não vão ser futuramente identificadas na Justiça”, explicou o delegado.

Além disso, quem tiver informações sobre os crimes pode ajudar a polícia por meio de denúncias anônimas. Pelo 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), as informações podem ser prestadas a qualquer dia da semana, 24 horas por dia. A DEHS possui, ainda, o telefone (92) 99229-6208, em que também é possível auxiliar a polícia com detalhes que possam elucidar os casos.

“Em qualquer um desses dois números a população pode entrar em contato conosco, fazer a denúncia e ter a garantia de que a sua identificação será mantida em sigilo”, garantiu Martins.

Homicídios têm redução - As ações desencadeadas pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) levaram a uma redução de 2,17% nos homicídios em Manaus e, em março de 2019, as mortes chegaram ao menor nível dos últimos oito anos para o mês desde 2011.

No primeiro trimestre deste ano foram registrados 180 homicídios em Manaus, número 2,2% menor que no mesmo período do ano passado.

Operações integradas – Em maio deste ano, com apoio da SSP-AM, a DEHS deflagrou duas operações focadas na prisão de grupos responsáveis por homicídios na capital.

Centrada no bairro Jorge Teixeira, a “Operação Nero” prendeu membros de uma organização criminosa envolvida em homicídios e tráfico de drogas, no dia 9 de maio. As prisões decorreram de investigações sobre três homicídios cometidos em setembro do ano passado, mas a polícia investiga a participação do grupo em diversas outras mortes.

No dia 16, a “Operação Anúbis” resultou na prisão de cinco homens e na apreensão de um adolescente, todos envolvidos em homicídios e tráfico de drogas no bairro da União, zona centro-sul. A operação foi fruto de investigações sobre um triplo homicídio registrado em novembro do ano passado, cujas mortes tinham relação com disputa pelo tráfico de drogas.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.