ÚLTIMAS NOTICIAS

Sem controle, Governo do Estado pede ajuda da Força Nacional



Com a situação lamentável na capital Amazonense, o Governador Wilson Lima, mais PERDIDO que bala em meio ao tiroteio, pediu ajuda a Ministro da Justiça Sergio Moro, que por telefone, informou que irá mandar homens da Força Nacional para conter a crise que vem acontecendo nos presídios de Manaus. 



Desde de domingo 26, quando aconteceu no COMPAJ um motim, trazendo a óbitos 15 detentos. A confusão começou no horário de visita dos internos. Alguns parentes dos presos afirmaram em entrevista que presenciaram alguns detentos sendo mortos. 

A situação ficou descontroladas quando saíram as primeiras parciais dos mortos do COMPAJ, familiares e amigos dos estão em cárceres se desesperaram, em busca de informações. 

Inconformados os parentes das vítimas fizeram uma pequena manifestação em frente ao COMPAJ, queimaram paus na intenção de chamar a atenção do poder público. O presidente dos diretos humanos foi convocado a comparecer no local a pedido dos familiares de presos. 

O secretário de Estado de Administração Penitenciária (Seap), coronel Marcus Vinicius de Almeida, informou que o órgão já iniciou as investigações para identificar responsáveis pela morte de 15 detentos durante briga no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). Na segunda-feira, 27, mais 42 detentos foram mortos através de enforcamentos e afixais. As rebeliões aconteceram no COMPAJ, IPAT, UPP E CDPM. Ainda de acordo com informações os lideres dessas facções criminosas, serão transferidos para presídios federais. 

De acordo com os números atualizados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP/AM), foram totalizados 57 mortos. Divididos nas 04 penitenciaras de Manaus o COMPAJ, IPAT, UPP e CDPM. 

O governador do Estado afirmou em entrevista que a situação está sob controle, mas é diferente do que pensa a população que teme pelas suas vidas. Na madrugada desta terça-feira 28, vários casos de violências foram registrados em Manaus, nos bairros Mutirão, Torquato Tapajós, Viver Melhor e outros. 

Pelo visto, a população está a mercê de gangs, traficantes e pessoas que produzem o mal. Diante desse fato lastimável percebemos que não há nada sob controle, todavia, a violência tem trazido medo e desconforto a população.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.