ÚLTIMAS NOTICIAS

Investigação apura crimes ambientais em invasões da capital


Integrantes de uma organização criminosa suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas, venda ilegal de terrenos e formação de milícia nas invasões Cidade das Luzes, no Tarumã, zona oeste, e Buritizal, no Nova Cidade, zona norte, são alvos de uma nova investigação da Polícia Civil, que apura a prática de crimes ambientais para instalação ilegal das comunidades.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O inquérito está sendo conduzido pela Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente (Dema) e foi instaurado após a Operação Cidade das Trevas, deflagrada no último dia 14 de maio por determinação do secretário de Segurança, coronel Louismar Bonates.

“Instauramos um inquérito para apurar todos os crimes ambientais, porque são crimes conexos, e os acusados têm ligações entre si. Há mais de dez pessoas envolvidas, entre presos durante a Operação e investigados, e uma vasta área de degradação ambiental já identificada”, disse a titular da Dema, delegada Carla Biaggi.

Entre os crimes estão destruição de área de preservação permanente, poluição e construção em solo não edificável. Segundo a delegada, as investigações devem ser concluídas em até 30 dias.

Cidade das Trevas – A Operação foi coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e executada em conjunto pelas Polícias Civil e Militar, com o Corpo de Bombeiros, o Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM).

Ao todo, nove pessoas foram presas, e foram apreendidos sete carros, 30 celulares, R$ 16,1 mil e diversos documentos relacionados às vendas de terrenos.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.