Breaking News

PC prende trio envolvido em roubo a escola de treinamento e preparação profissional


Na manhã desta segunda-feira (3/6), o delegado Pablo Geovanni, titular do 9° Distrito Integrado de Polícia (DIP), falou durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, no prédio da unidade policial, sobre o cumprimento de mandado de prisão preventiva, por roubo majorado, em nome de Jenderson Aurelio Bezera, 19, conhecido como “Magnata”; Lázaro Silvino Albuquerque Adiala, 18, e o motorista de aplicativo de transporte privado urbano Mário Antônio de Souza Neto, 23.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

De acordo com a autoridade policial, o trio estava sendo investigado por envolvimento em roubo ocorrido no dia 19 de março deste ano, em uma escola de treinamento e preparação profissional, localizada no bairro São José Operário, zona leste da capital. Na época, câmeras de segurança instaladas no local gravaram Jenderson, Lázaro e um indivíduo, identificado como “Pedrado”, que está sendo procurado pela polícia, entrando na escola e abordando alunos e funcionários do lugar.

“Identificamos que eles invadiram a escola e fizeram uso de uma arma de fogo, um simulacro e uma faca para intimidar as vítimas. De início eles abordaram e renderam o segurança. Em seguida, eles se deslocaram até as salas de aula e subtraíram aparelhos telefônicos, uma pequena quantia em dinheiro e outros pertences pessoais de alunos e funcionários, que ainda foram agredidos por esse trio”, explicou Geovanni.

Conforme o titular do 9° DIP, após a ação criminosa, os infratores empreenderam fuga da escola de treinamento utilizando um veículo da montadora Volkswagen, modelo Gol. “A partir daí, conseguimos encontrar o proprietário do automóvel, que confirmou ter alugado o carro para Mário. O infrator utilizou o veículo para auxiliar os demais indivíduos na fuga”, relatou.

Pablo Geovanni destacou que, com os infratores identificados, foi solicitado à Justiça o pedido de prisão preventiva por roubo majorado em nome deles. A ordem judicial foi expedida no dia 29 de maio deste ano, pelo juiz Henrique Veiga Lima, da 9ª Vara Criminal.

Prisões – “Mário foi o primeiro a ser localizado. Ele foi preso na tarde da última quinta-feira (30/5), por volta das 15h, na casa onde estava morando, situada no bairro Cidade de Deus, zona norte. Já na manhã da última sexta-feira (31/5), por volta das 9h, efetuamos as prisões de Jenderson e Lázaro, em pontos distintos do bairro Tancredo Neves, na zona leste da capital”, disse Geovanni.

Na coletiva de imprensa, o titular do 9° DIP relatou que, após as prisões, a equipe de investigação da unidade policial constatou que o líder do grupo e quem organizou toda a ação criminosa foi Jenderson. “Foi esse jovem que chamou Lázaro e ‘Pedrado’. Inclusive, ele mesmo já estava estudando essa escola e planejou, com um dia de antecedência, o crime. Não foi um roubo que eles simplesmente agiram por impulso”, ressaltou.

Jenderson, Lázaro e Mário foram indiciados por roubo majorado. Ao término dos procedimentos no 9° DIP, o trio será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde deverá permanecer à disposição da Justiça.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.