ÚLTIMAS NOTICIAS

Alunos da Maré fazem visita guiada à Academia Brasileira de Letras

Alunos da Escola Municipal Cantor e Compositor Gonzaguinha, localizada na comunidade da Maré, zona norte do Rio de Janeiro, fizeram hoje (3) uma visita guiada à Academia Brasileira de Letras (ABL) e foram recepcionadas pela escritora Nélida Piñon. 

Imagem relacionada
Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Nélida, que criou a visita guiada durante sua gestão na presidência da ABL em 1996/97, foi homenageada quando a biblioteca comunitária que funciona ligada à escola na Maré recebeu seu nome. Na reinauguração da biblioteca, em junho, a escritora prometeu que levaria 40 estudantes da escola para conhecer a ABL. A promessa foi cumprida nesta terça.

Alunos e professores conheceram as instalações da ABL guiados por atores profissionais vestidos à época da fundação da Academia, que contam fatos e curiosidades a respeito da vida e da obra dos acadêmicos. A sede da ABL é uma réplica do Palácio Petit Trianon e foi construída para abrigar a representação francesa na Exposição Comemorativa do Centenário da Independência do Brasil, em 1922. Um ano depois, o prédio foi doado pelo governo francês à ABL que o transformou em sua sede fixa.

No Petit Trianon, o público tem a oportunidade de conhecer, entre outros aposentos, a sala de trabalho de Machado de Assis, que tornou-se o primeiro presidente da casa, e o Salão Nobre, onde são feitas as cerimônias de posse dos novos acadêmicos da ABL.

Machado de Assis

Nélida Piñon celebrou a duração do passeio guiado, “que provou ser um projeto tão bonito, tão vitorioso, que até hoje é vigente”. Ela contratou um ônibus para levar os estudantes e professores à ABL e falou com as crianças da importância de Machado de Assis, que considera o símbolo da inclusão social no Brasil.

“Ele terá conhecido pessoas que o ouviram e encaminharam para a cultura, mas a genialidade dele teria se perdido se ele não tivesse esse espírito indômito, corajoso, de levar adiante o seu sonho. Ele tinha tudo contra: era negro mulato, era autodidata, epilético, gaguejava, e foi apropriando-se de todas as normas da cultura e da sociedade, até tornar-se o primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras. E quando ele morreu, os padrões do seu enterro foram extraordinários para os padrões brasileiros”, disse a imortal.

Nélida disse aos alunos da escola municipal que Machado de Assis é hoje “o mais importante e grandioso escritor brasileiro”. Segundo a escritora, a cultura é o caminho para quem deseja ser alguém na vida e finalizou com a frase: “Machado de Assis existiu, o Brasil existia. Ou seja, não tem possibilidade de fracassar, porque Machado é exemplar”.

Área conflagrada

A coordenadora da Escola Municipal Cantor e Compositor Gonzaguinha, Andréa Xavier, disse que o colégio fica em uma área conflagrada e constitui “a porta dessas crianças para um mundo diferente do que eles conhecem, que é um mundo de crime, de marginalidade”.

Andréa disse que a missão da escola é a educação. “A educação é a arma mais poderosa que a gente pode usar para mudar o mundo. É o caminho para mudar a realidade que temos nesse momento em que o aumento da violência é muito grande”. Como a escola fica inserida na comunidade da Maré, a coordenadora disse que eles estão dispostos a fazer tudo que puder ser feito para tirar as crianças da violência e mostrar outras possibilidades de mundo através da cultura.

O diretor da Biblioteca Comunitária Nélida Piñon, Geraldo de Oliveira, avaliou que a visita à ABL foi uma experiência inesquecível. A escola sempre trabalhou em parceria com a biblioteca na comunidade, onde não existem muitas opções de lazer e cultura para as crianças. “A única referência cultural que eles têm na comunidade é a biblioteca e essa visita que estamos fazendo aqui é histórica porque estamos vivenciando na prática o que temos trabalhado com as crianças na comunidade, mostrando que há novas frentes de cultura, de entretenimento, para eles [alunos] saírem daquela mesmice”.

Gustavo disse que os estudantes estavam eufóricos e extasiados. “Jamais eles vão esquecer, com certeza”. O trabalho efetuado pela biblioteca mostra às crianças da Maré a cultura nacional por meio do livro, incluindo outras vertentes literárias, como a literatura de cordel.

Agendamento

As visitas guiadas são uma atividade prioritária da ABL. Elas ocorrem de segunda a quarta, das 14h às 15 h, exceto feriados. O agendamento é obrigatório e os grupos não podem ultrapassar 50 pessoas. A idade mínima é de 12 anos e a entrada é franca. O agendamento deve ser feito pelo telefone (21) 3974-2526 ou pelo e-mail visita.guiada@academia.org.br.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.