ÚLTIMAS NOTICIAS

Livro mostra como lidar com crianças desafiadoras

A Prefeitura de Manaus e o Batalhão de Policiamento Ambiental da Polícia Militar realizaram na manhã desta quinta-feira, 10/10, a retirada de mais um foco de invasão em área verde do Conjunto Viver Melhor 1. Dezenas de armações de barracos, feitos de madeira, foram derrubados.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A ocupação foi denunciada pelos moradores da área, revoltados com a ação dos invasores, que, além do desmatamento, promoviam queimadas constantes na área. Durante a operação, nenhum invasor foi encontrado no local. A ação contou com o apoio do Grupo Integrado de Prevenção às Invasões em Áreas Públicas do Estado (Gipiap).

O foco fica situado nas proximidades da quadra 26 do conjunto, por trás do Colégio da Polícia Militar. Segundo os denunciantes, além da vegetação, dezenas de espécimes da fauna silvestre foram dizimados na área pelos invasores.

De acordo com o diretor de Fiscalização da Semmas, Enéas Gonçalves, o combate aos novos focos de invasão na área do Viver Melhor é fundamental para evitar que o crime organizado amplie o seu domínio na área. “Neste caso, estavam começando a erguer barracos em uma área verde próxima a escolas com a presença de crianças e adolescentes. Com o apoio do Batalhão de Policiamento Ambiental, na pessoa do coronel Hildo Castro Silva, conseguimos impedir esse novo início de foco”, afirmou Enéas.

No local, havia aproximadamente 40 armações de barracos, alguns com objetos domésticos como colchões e panelas. Não é a primeira vez que o local é alvo da ação dos invasores. Já foram registradas pelos menos outras três tentativas. “A área é uma das poucas que ainda conservam fauna e flora no Viver Melhor”, acrescentou o diretor. Conforme o Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar, destruir ou danificar floresta considerada de preservação permanente, mesmo que em formação, ou utilizá-la com infringência das normas de proteção, incorre em crime ambiental e seus contraventores sujeitos aos rigores da legislação vigente.

Denúncias de focos de invasão podem ser feitas pelo 0800-092-2000 (Disque-Denúncia da Semmas), que funciona de segunda a sexta-feira, no horário comercial, ou diretamente ao Batalhão de Policiamento Ambiental pelos telefones (92) 98842-1547/98842-1553.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.