ÚLTIMAS NOTICIAS

Justus não teme Covid-19: "Não tenho o menor risco de pegar e ir parar na UTI"

Roberto Justus não teme correr risco de vida por causa do coronavírus

Slide 1 de 15: Depois de se posicionar sobre a polêmica com Marcos Mion, o apresentador Roberto Justus concedeu uma entrevista para o Notícias da TV, do Uol, nesta terça-feira (24). Ele minimizou o risco de ir para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) devido ao coronavírus. Vale lembrar que ele tem 64 anos. ++ Marcos Mion nega briga com Justus e ter vazado áudio “Nunca bebi álcool, nunca fumei cigarro. Eu sou esportista, tenho uma saúde boa, um pulmão bom, faço check-up todo ano, não tenho o menor risco de pegar o vírus e ir parar na UTI”, acredita. “Não é por isso que eu não vou me cuidar, eu lavo a mão, não levo a mão no rosto, passo álcool em gel, eu faço essas coisas”, explicou ao Notícias da TV. Durante a entrevista, ele insistiu que crianças não correm riscos. Vale lembrar, porém, que elas podem carregar o vírus e transmitir para outras pessoas. “Não teve nenhum caso de criança morta no mundo. E se teve caso de jovem doente, era porque já tinha um problema de saúde, como imunidade baixa. Libera escola, libera as pessoas para trabalhar, porque o nosso país não pode parar, porque isso vai causar caos”, ressaltou. O que você acha? De um jeito ou de outro, mantenha suas mãos limpas e desinfetadas. Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS
Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Depois de se posicionar sobre a polêmica com Marcos Mion, o apresentador Roberto Justus concedeu uma entrevista para o Notícias da TV, do Uol, nesta terça-feira (24). Ele minimizou o risco de ir para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) devido ao coronavírus. Vale lembrar que ele tem 64 anos.

“Nunca bebi álcool, nunca fumei cigarro. Eu sou esportista, tenho uma saúde boa, um pulmão bom, faço check-up todo ano, não tenho o menor risco de pegar o vírus e ir parar na UTI”, acredita. “Não é por isso que eu não vou me cuidar, eu lavo a mão, não levo a mão no rosto, passo álcool em gel, eu faço essas coisas”, explicou ao Notícias da TV.

Durante a entrevista, ele insistiu que crianças não correm riscos. Vale lembrar, porém, que elas podem carregar o vírus e transmitir para outras pessoas.

“Não teve nenhum caso de criança morta no mundo. E se teve caso de jovem doente, era porque já tinha um problema de saúde, como imunidade baixa. Libera escola, libera as pessoas para trabalhar, porque o nosso país não pode parar, porque isso vai causar caos”, ressaltou.

O que você acha? De um jeito ou de outro, mantenha suas mãos limpas e desinfetadas.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.