ÚLTIMAS NOTICIAS

Prefeitura reorganiza fluxos e protocolos de atendimento na rede municipal de saúde

A Prefeitura de Manaus publicou uma portaria no Diário Oficial do Município (DOM), na edição 4.805, na última terça-feira, 24/3, estabelecendo medidas para a reorganização dos fluxos e protocolos de atendimento na rede municipal de saúde. Entre as medidas, a partir desta quarta-feira, 25/3, estão suspensos os agendamentos e atendimentos de consultas e serviços programados nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), mantendo somente os casos de urgência médica, conforme avaliação do profissional de saúde, com as visitas e atendimentos domiciliares restritos aos acamados e às pessoas com deficiência.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Além disso, o agendamento de serviços especializados, como os Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), policlínicas e o Centro Especializado de Reabilitação, foi suspenso e os profissionais realocados para auxiliar no combate ao novo coronavírus, causador da Covid-19.

As medidas, que têm validade por um período de 30 dias, foram definidas com o objetivo de agilizar o atendimento da demanda espontânea de pacientes com quadro de síndromes gripais, com sintomas suspeitos da Covid-19 e de casos de urgência básica nos demais agravos em saúde.

“Neste momento de pandemia da Covid-19, a intenção é concentrar os esforços da rede pública nas demandas mais urgentes em saúde, mantendo sempre os serviços essenciais para a população, como determinado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto. Alguns serviços serão suspensos por um curto período de tempo e outros terão direcionamento maior para grupos em vulnerabilidade social e econômica”, informa o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

Medicamentos

As equipes das UBSs foram orientadas para fornecer os medicamentos por um período de tempo maior. O decreto prevê o fornecimento de remédios em quantidade suficiente para três meses, ou seja, 90 dias e, assim, reduzir o deslocamento dos usuários, evitando exposição e aglomerações.

O idoso não precisa dirigir-se à unidade de saúde buscar medicamentos. Qualquer pessoa pode ir no seu lugar, desde que leve uma receita médica (ainda que vencida), documento de identificação - seu e do idoso - e, se possível, o Cartão SUS do idoso.

Vacinação

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) determinou ainda o adiamento, por 15 dias, da vacinação de rotina nas unidades de saúde, mantendo as ações programadas da campanha de imunização contra a influenza. Também instituiu um novo fluxo de atendimento nas UBSs tradicionais, nas Clínicas de Família e UBSs com duas ou mais equipes de saúde, com reorganização da utilização dos espaços físicos e distribuição dos profissionais para a execução dos serviços de orientação e atendimento na porta de entrada, na recepção, acolhimento e escuta qualificada, e nos consultórios dos serviços de saúde.

“Também haverá alteração no funcionamento das Unidades Básicas de Saúde da Família, com remanejamento de uma parte dos profissionais das equipes e reestruturação na oferta de serviços. Todo o processo de reorganização do fluxo vai reduzir ao máximo o risco de disseminação da Covid-19 entre usuários e profissionais do Sistema Único de Saúde”, afirma Marcelo Magaldi, explicando que as medidas poderão ser revistas a qualquer momento, dependendo do cenário epidemiológico no município.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.