ÚLTIMAS NOTICIAS

CENAS FORTES: Membro de facção é executado no bairro da compensa; mais 3 ficam feridos

Na noite desta terça-feira (12) um tragédia e conflito na guerra entre facções criminosas no bairro da Compensa em Manaus. A vítima mais recente foi Daniel Lima de Assis, conhecido como “Costelinha”. Ele foi executado a tiros e três pessoas foram baleadas, vítimas de bala perdida. Entre eles uma criança de 12 anos.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Segundo a polícia, “Costelinha” fazia parte da facção Família do Norte (FDN) até o ano passado mas mudou para o Comando Vermelho (CV) e, desde então passou a ser ameaçado pelos ex-companheiros.

Costelinha foi morto no momento em que saiu com uma mulher para comer um churrasquinho em frente a uma igreja na rua 21 de Junho. Enquanto comiam, o homem foi surpreendido por integrantes de um carro branco, que dispararam várias vezes na direção do alvo, mas também acertaram outras pessoas no local.

Um homem levou um tiro no pé e uma criança de 12 anos foi atingida na cabeça. O garoto ainda não identificado foi encaminhado. Ele foi levado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, de onde deve ser transferido para outra unidade hospitalar.
Jurado de morte

Segundo a polícia, Costelinha estava jurado de morte há vários meses. Desde fevereiro, membros do FDN vinham armando emboscadas para tentar executá-lo. “Costelinha” era considerado um pistoleiro e, por isso, todas as tentativas anteriores de matá-lo foram frustradas, uma vez que, segundo a polícia, ele teria armamentos pesados, incluindo uma metralhadora.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Daniel foi preso em abril do ano passado por assassinato. Na Delegacia de Homicídios (DEHS) o titular, na época, apontou o preso como membro de um grupo de extermínio da FDN. Além do homicídio pelo qual estava sendo preso, Costelinha ainda teria participação em três outras mortes registradas na capital.

Daniel chegou a ser encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino, mas foi solto para cumprir a pena em liberdade.

Agora, a DEHS vai investigar mais esse caso de homicídio no bairro Compensa.

Fonte: Cm7

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.