ÚLTIMAS NOTICIAS

Homem é demitido ao xingar criança para defender Jair Bolsonaro na web

A médica Maria Helena Pereira, de 56 anos, foi atacada após se posicionar contra o presidente Jair Bolsonaro em uma postagem nas redes sociais.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Um homem fez ofensas a profissional da saúde e ao neto dela de apenas quatro anos. As informações são do G1.

No comentário, o homem fala da sexualidade da criança e insinua que ela o ensinava a ser criminoso. Após a repercussão, ele apagou a postagem e acabou sendo demitido da revista onde trabalhava.

Segundo a médica, a situação ocorreu após ela interagir em uma postagem feita nas redes sociais de um amigo. A profissional da saúde comentou “Eu odeio o Bolsonaro” e, em seguida, disse que não entendia como as pessoas conseguiam apoiá-lo.

Outros perfis a favor do governo responderam que este governo seria bom para futuras gerações. Helena rebateu os comentário e afirmou que nem o neto apoiava o atual presidente.

Depois da resposta de Helena, um homem enviou a mensagem com cunho ameaçador, falando sobre a sexualidade da criança. “Por um acaso seu neto sabe enfiar um crucifixo no “C”. Por um acaso, seu neto adora roubar as canetas dos amiguinhos, por um acaso seu neto enfia o dedinho na Batota da vovó”, diz trecho do comentário do homem.

Após a repercussão do caso, a revista em que o homem trabalhava se posicionou e afirmou que o homem havia dido demitido. Em uma postagem nas redes social da empresa, a organização diz que “repudia e não aceita nenhum tipo de discriminação, ofensa e agressão”.

Ainda segundo o G1, a família de Helena também fez um boletim online na última quinta-feira (19), no 3º DP de Santos, para registrar o caso.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.