ÚLTIMAS NOTICIAS

Prefeitura entrega roupas doadas pelo grupo Riachuelo a mulheres em situação de vulnerabilidade

Mulheres em situação de rua receberam nesta sexta-feira, 22/5, roupas doadas pelas Lojas Riachuelo ao Fundo Manaus Solidária, da Prefeitura de Manaus, por meio da campanha #ManausSolidaria.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A ação aconteceu no Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro Pop), no Petrópolis, zona Sul, espaço administrado pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc).

"Sou muito grata ao grupo Riachuelo e às demais empresas parceiras de Manaus e que nos ajudam a levar assistência para as pessoas que mais precisam. Agradeço, de coração, a solidariedade de toda a população, sempre pronta a somar esforços para fazer o bem. Essa união do poder público com a sociedade é para mim o maior exemplo de cidadania", disse a presidente do Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro

Das 25 mil unidades doadas pelo grupo ao Fundo Manaus, 1.505 foram disponibilizadas para a Semasc distribuir aos usuários assistidos pela pasta, como as pessoas em situação de rua de abrigos, Centro Pop, cozinhas comunitárias e indígenas venezuelanos warao.

“Esse momento de pandemia da Covid-19 é de muita luta e de muitos desafios, mas também de muita solidariedade. E a Prefeitura de Manaus tem trabalhado nessa direção de fortalecer as parcerias. Gostaria de agradecer a Riachuelo pela doação de roupas para as pessoas em vulnerabilidade social. É importante esse trabalho desenvolvido pelo Fundo Manaus Solidária em buscar apoio na iniciativa privada”, destacou a secretária da Semasc, Conceição Sampaio.

Para o Centro Pop foram enviados 13 kits para as mulheres cadastradas no espaço contendo vestido, blusa, saia e short. Entre as beneficiadas está Alessandra Batista, 40, que utiliza o serviço do local há mais de quatro anos. Ela agradece a atenção dada pela campanha #ManausSolidária e acrescenta a importância da nova roupa.

“Acho muito bom, porque vem ajudando eu e meus amigos que estão na rua. O mais importante é a humildade que estão tendo com a gente. E vamos andar bem bonitas e não vamos vender”, declarou Alessandra.

Já Ida Flávia, 24, conta que era necessária a doação das roupas. “Muitas vezes nós somos esquecidos pela sociedade, mas aqui no Centro Pop o pessoal ajuda a gente, principalmente a nós mulheres”, destacou.

Nas últimas semanas, 800 peças de roupas também foram distribuídas às usuárias que frequentam as cinco cozinhas comunitárias, da Prefeitura de Manaus, coordenadas pela Semasc. 

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.