Últimas

Anna Carolina Jatobá recebe punição por chamada de vídeo da cadeia para família

Flagrada em chamada de vídeo com os dois filhos na penitenciária do Tremembé no último mês de maio, Anna Carolina Jatobá, de 35 anos, perdeu o benefício do regime semiaberto.

Anna Carolina Jatobá
Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Condenada a 26 anos e oito meses de prisão por homicídio triplamente qualificado no caso Isabella Nardoni, a detenta regrediu ao regime fechado, conforme apuração da revista Época.

Na chamada, Anna conversava com a sua advogada, medida adotada por conta da pandemia de Covid-19, e também aproveitou e falou com os filhos, infração considerada grave. Além de voltar ao regime fechado, Jatobá perdeu o posto de costureira na detenção, pelo qual recebia um salário mínio há dois anos.

De acordo com a revista, a detenta é representada pelo advogado Roberto Podval. Entretanto, quem tem a habilitação para encontrar com Anna na detenção é Gabriela dos Santos Andrade. Mas, de acordo como o Ministério Público, a advogada identificada na chamada de vídeo é Isa Lima Darffener.

Podval afirmou que nenhuma das advogadas citas acima trabalha em seu escritório.

“Elas não são advogadas do meu escritório. Para falar a verdade, nem as conheço. Elas são contratadas pela família [Nardoni] para acompanhar o dia a dia dela [Anna Carolina] na prisão. A advogada [envolvida na infração] assumiu todos os fatos e nós estamos trabalhando para tentar resolver. Foi uma enorme besteira da família e da advogada”, disse Podval a Época.

“Ela nem chegou a falar com parentes. Apenas foi lhe mostrada a imagem dos pais. Sequer chegou a falar com eles”, defende Podval.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.