Últimas

Bombeiros realizam ‘Semana Zero’ do curso de novos membros

O Governo do Amazonas, por meio do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), iniciou, nesta segunda-feira (20/07), a ‘Semana Zero’ do Curso de Formação e Habilitação dos Bombeiros Militares do quadro de saúde da corporação.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Sob a coordenação do Instituto Integrado de Segurança Pública (Iesp), o curso compreende uma fase comum ao processo de ingresso nas instituições militares. A solenidade de abertura ocorreu no auditório do Quartel do Comando Geral do CBMAM, no bairro Petrópolis, zona sul da capital. A turma foi dividida em grupos para evitar aglomerações, respeitando todas as determinações do Governo do Estado.

O comandante-geral do CBMAM, coronel BM Danízio Valente, explica que a ‘Semana Zero’ consiste em instruções básicas sobre a rotina militar. “Eles [bombeiros militares] ficarão sob a responsabilidade do Iesp, com uma carga horária padrão para cada posto. Terá uma parte presencial e outra EAD (Ensino a Distância) para evitar aglomerações. Os novos militares aprenderão sobre ordem unida, prestar continência, marchar, dentre outros ritos e posturas inerentes à vida militar. Tudo para atender a população com zelo e responsabilidade”, ressaltou o comandante.

Conforme relata o diretor-geral do Iesp, coronel PM Aldo Albuquerque da Costa, houve uma fase inicial e a partir de agora, serão realizados três cursos: um voltado para oficiais, um para formação de sargentos e outro para cabos. “São mais de 400 alunos e, quando formados, contribuirão sobremaneira para a sociedade tanto no trabalho que se refere ao Corpo de Bombeiros quanto na saúde. O que buscamos nesse curso é gestão da qualidade no ensino, fator preponderante para que possamos ter profissionais capacitados. O curso vai até final do ano e ao término, a classificação definirá os melhores, ou seja, quem se destacou positivamente durante a formação”, frisa a autoridade militar.

O diretor do Campus IV do Iesp, tenente-coronel BM Reinaldo Acris Menezes, informa que a formação dos novos profissionais está organizada e dividida por semanas, para cada tipo de instrução. “Esses bombeiros militares são do quadro de saúde e já tem uma especialização. São médicos, enfermeiros, dentistas, farmacêuticos e técnicos, então, eles [novos militares] vão trabalhar no serviço de resgate e na área de saúde da corporação. Por isso, a formação desses profissionais não será a mesma do quadro de militares combatentes”, esclareceu o tenente-coronel.

O curso terá duração de aproximadamente 420 horas/aula. Serão nove semanas de instrução. Da primeira até a quarta semana, receberão instruções teóricas e legislativas. Da semana 5 até a oitava, serão aulas práticas com atividades de bombeiro militar. A última semana será marcada pela formatura.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.