Últimas

Governador do RS critica Bolsonaro, mas diz não se arrepender de voto

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou não se arrepender do voto em Jair Bolsonaro na eleição de 2018, mesmo com críticas à atuação do presidente na pandemia do novo coronavírus. Leite foi o convidado desta 2ª feira (20.jul.2020) do programa “Roda Viva”, da TV Cultura.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), disse que o retorno do PT ao poder seria 'muito ruim'
Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

“Não tenho arrependimento porque, dadas aquelas circunstâncias, acho que seria muito ruim o retorno do PT ao poder, depois de tudo que tinha acontecido“, disse Leite. “Declarei o voto, mas não deixei de exercer com muita clareza onde estavam minhas diferenças ao então candidato Bolsonaro, onde não tinha visto até aquele momento 1 pedido de desculpas sobre os absurdos falados no passado. O presidente tem que unir o país e não aprofundar a divisão“, afirmou.

Em entrevista ao “Poder em Foco”, parceria do Poder360 com o SBT, em junho de 2020, o governador gaúcho já tinha criticado Bolsonaro. Para Leite, o presidente atua com “dubiedade” no enfrentamento ao coronavírus e essa atitude prejudicaria a economia. O tucano afirmou que o problema está “na forma como [Bolsonaro] conduz a narrativa do enfrentamento, especialmente buscando confronto e conflito com governadores e prefeitos”.

No “Roda Viva”, o governador disse esperar explicações de Bolsonaro sobre quando “gera aglomerações, mobiliza em torno de pautas de enfrentamento ao STF [Supremo Tribunal Federal], ao Congresso e aos próprios Estados“.

Leite defendeu o isolamento como forma de controlar a propagação do novo coronavírus. Para ele, “mesmo as estruturas mais robustas de saúde no mundo não dispensaram algum grau de política de restrição de atividades“. A atitude do Brasil, no entanto, “não só foi de omissão, foi de confronto. O que levou a mais dificuldade política. Dificulta para o povo, porque, para o governador, você tem que gerenciar 1 modelo. De outro lado não houve debate técnico, houve ideologização“, disse o governador.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.