Últimas

Mais de 70% dos pais de alunos da rede municipal aprovam o projeto ‘Aula em Casa’

Aproximadamente 70% (68,7%) dos 73,6 mil pais ou responsáveis por estudantes da rede municipal de ensino, que responderam pesquisa de satisfação realizada pela Prefeitura de Manaus, avaliaram de bom a ótimo o projeto “Aula em Casa”, executado durante a pandemia de Covid-19.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Entre os 34,6 mil alunos que participaram da ação, 71,5% aprovaram o projeto e querem a continuação do mesmo.

A pesquisa apontou, ainda, que 97,7% dos 8,5 mil professores, que analisaram o questionário, se sentiram apoiados pelo gestor ou equipe escolar para realização do “Aula em Casa” e 96,5% têm acompanhado as videoaulas com as respectivas turmas. A consulta foi realizada por meio de um formulário disponibilizado no site da Secretaria Municipal de Educação (Semed) https://semed.manaus.am.gov.br, no mês de junho.

A subsecretaria de Gestão Educacional da Semed, Euzeni Araújo, destacou a importância da realização da pesquisa e sobre como os resultados poderão orientar em ações de melhorias do projeto. “Vamos buscar alternativas para melhorar, ainda mais, o atendimento do projeto Aula em Casa, como nos orienta o prefeito Arthur Virgílio Neto, por meio de ações que garantam a melhoria do acesso à internet, aquisição de equipamentos, busca ativa e acompanhamento dos estudantes na perspectiva de não deixar nem um aluno para trás”, disse.

As equipes da Gestão Integrada da Educação (Gide) e de Geoprocessamento da Semed foram responsáveis pela criação da estrutura e análise da pesquisa, por meio do formulário Google, no Google Stream. “O objetivo de fazer essa pesquisa era para saber a percepção que alunos, pais e professores têm sobre o Aula em Casa, quais os obstáculos enfrentados para o acesso e como avaliam o retorno das aulas presenciais. Com o resultado, vamos ter uma noção para a continuidade do projeto e das aulas presenciais”, explicou a coordenadora-geral da Gide, Musa Varela de Almeida Rosas.

Projeto

Os pais/responsáveis tiveram uma participação efetiva na pesquisa sobre o projeto Aula em Casa, com total de 73.657 de respostas, dos quais 60,9% responderam que seus filhos participam das atividades do projeto desde o início. Perguntados se houve organização dos horários e espaços para que os filhos pudessem estudar, 69,4% afirmaram que “sim” e 25,6% responderam que apenas em parte. Com relação ao suporte da equipe escolar, formado por gestor, pedagogo e professores durante o projeto para tirar dúvidas ou outras informações, quase 90% (88,9%) dos pais responderam que tiveram esse auxílio.

Quanto aos 34.677 alunos que participaram da pesquisa, 59,6% disseram que entendem a explicação dos conteúdos durante a videoaulas e 34,9% compreendem em parte. O projeto também tem agradado os estudantes, dos quais 71,5% querem que o “Aula em casa” continue. Sobre a programação dos horários das aulas na TV 81,5% dos discentes aprovaram.

Em relação aos 8.581 professores participantes, 96,1% avaliaram o projeto de bom a ótimo e 91,7% afirmou ter conseguido organizar o trabalho em home office. E 73,3% dos docentes também disseram que a participação dos pais foi de boa a ótima. 

Aula presencial

De acordo com resultado da pesquisa sobre o retorno das aulas presenciais, dos pais/responsáveis, o total de respostas foi de 73.657, com 78,7% respondendo que ainda não querem o retorno das atividades presenciais. Entre os profissionais da educação, a pesquisa foi realizada com 11.870 funcionários, incluindo 9.447 professores, 507 pedagogos e 1.916 administrativos, dos quais 67,8% apontaram também que ainda não querem o retorno presencial. 

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.