Últimas

Mosaico Cultural da Educação on-line chegou ao fim nesta sexta-feira

Com mais de 2,5 mil visualizações diárias, o “Mosaico Cultural da Educação” on-line, que iniciou no último dia 25/6, chegou ao fim nesta sexta-feira, 3/7.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O evento foi preparado especialmente para os mais de 15 mil servidores da rede municipal de ensino da Prefeitura de Manaus, entre professores, pedagogos, gestores e administrativo, por toda dedicação ao projeto “Aula em Casa”, executado durante a pandemia do novo coronavírus.

A programação contou muita dança, bate-papo, humor, música, dicas de saúde e momentos de acolhimento, tudo transmitido pelo canal Cerimonial da Semed, no YouTube e nas redes sociais.

“Realizamos o Mosaico Cultural com muito amor e carinho. Nesse momento de pandemia, estamos virtualmente tentando de algum modo estar próximo de todos que fazem parte da comunidade Semed. A programação contou com lives, músicas, poesias, entres outras coisas e isso enriqueceu e fortaleceu os nossos laços. Só tenho a agradecer a todos que participaram, coordenaram e se propuseram a estar juntos de alguma maneira com a gente”, agradeceu a secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt.

O Mosaico on-line faz parte do eixo de acolhimento desenvolvido pela rede municipal durante o período de pandemia, para levar momentos culturais aos educadores da Semed, que neste momento estão em casa e ainda trabalhando no processo de ensino/aprendizagem dos mais de 240 mil alunos da rede.

Para a transmissão do projeto, foi criado um miniestúdio em uma das salas da sede da secretaria, na zona Centro-Sul. Para a chefe do Cerimonial da Semed, Cléo Coelho, a preocupação foi oferecer o melhor para as pessoas que participassem do projeto.

“A nossa maior preocupação foi com a transmissão, para que chegasse com qualidade na casa dos participantes, para que o acolhimento realmente acontecesse. Montamos um pequeno estúdio na Semed, para que a transmissão ficasse bem legal, tudo foi realmente pensado nos servidores e deu muito certo”, explicou Cléo.

A professora Cleone Pena Tavares, da escola municipal Professora Silvia Helena Bonetti, do Viver Melhor, zona Norte, participou de todos os dias e não só apenas assistiu as atrações como montou uma superprodução.

“Todos os dias eu participei da transmissão do Mosaico e foi maravilhoso. Não apenas fiquei assistindo, montei um cenário em casa com uma produção com temas culturais para cada dia das atrações. Curti muito todas as atrações, lembrei muito da minha infância. Agradeço a Semed pelo reconhecimento ao nosso trabalho no ‘Aula em Casa’, espero que venham muitos Mosaicos por aí ainda”, destacou Cleone.

Engajamento

A participação das Divisões Distritais Zonais (DDZ) da Semed, também foi muito importante, para que todos os professores soubessem do Mosaico Cultural, assim como os familiares e os próprios alunos. De acordo com a chefe do Departamento Geral dos Distritos (DEGD), Selma Trindade, desde que iniciou o isolamento, na primeira quinzena de março, a Semed criou um plano estratégico para enfrentar a Covid-19, pensando em todas as situações que a comunidade escolar poderia vivenciar.

“Um dos eixos mais importante do nosso plano é o acolhimento a todos que estão em casa nesse momento de pandemia, e que precisam de um apoio socioemocional. O Mosaico é uma dessas ações, e com o apoio das DDZs divulgamos para todos os professores, diretores, pedagogos, alunos e familiares para que tivessem um momento de relaxamento e descontração em meio a tudo o que estamos vivendo”, comentou Selma.

“Aula em Casa”

Com o encerramento do Mosaico, na próxima segunda-feira, 6, o “Aula em Casa” volta a transmitir conteúdos inéditos para todas as modalidades de ensino. Desde o dia 25/6, os alunos do 1º ao 5º ano da rede municipal tiveram reprises dos conteúdos e os de 6º ao 9º assistiram a aulas com conteúdos interdisciplinares.

“Na segunda-feira voltamos com o projeto ‘Aula em Casa’, por isso organizem os materiais, os espaços de estudo para retomar as nossas rotinas, que são muito importantes para manter o contato com o processo de aprendizagem, que será fundamental no retorno das aulas presenciais, que esperamos que seja em breve”, informou Vera Silva, chefe da Divisão de Ensino Fundamental (DEF), da Semed.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.