Últimas

André Mendonça escolhe delegado da PF para comandar órgão de inteligência

O delegado da PF (Polícia Federal) Thiago Marcantonio Ferreira será o novo chefe da Diretoria de Inteligência da Seop (Secretaria de Operações Integradas). Ele foi a escolha do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, para substituir Gilson Libório, afastado do cargo na última 2ª feira (3.ago.2020).

André Mendonça tenta aplacar situação no Ministério da Justiça
Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Ferreira, que estava atuando como assessor especial de Mendonça, vai comandar um órgão acusado de monitorar 579 servidores federais e estaduais que fazem oposição ao governo de Jair Bolsonaro – o dossiê foi revelado pela Uol há 10 dias. Seu nome foi escolhido para aplacar os ânimos, assim como a determinação do ministro de apurar o caso internamente e dar transparência.

Sobre isso, o ministério se manifestou brevemente na semana passada, quando afirmou que a Seopi produz relatórios de inteligência para “prevenir situações de risco para a segurança pública”. A nota informou também que essa estrutura é mantida desde o governo Lula e que a pasta “não atua para investigar, perseguir ou punir cidadãos”, mas, segundo a nota, age sempre “dentro da mais estrita legalidade”.

Apesar disso, na última 2ª feira, Mendonça abriu uma sindicância interna para apurar o trabalho da Seop. “A Comissão foi designada através da Portaria COGER nº 158/2020 e é composta por um delegado de Polícia Federal, integrante da Corregedoria-Geral do MJSP; um Procurador da Fazenda Nacional e um Auditor Federal de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União. Como medida considerada adequada à realização dos trabalhos da Comissão, o ministro decidiu pela substituição da chefia da Diretoria de Inteligência da SEOPI”, diz nota.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.