Últimas

Futuro Centro de Arqueologia, prédio da antiga Câmara chega a 85% de obras concluídas

O ritmo acelerado de obras não parou no Centro Histórico de Manaus, mesmo diante dos efeitos da pandemia de Covid-19, e a Prefeitura leva ao bairro a transformação de símbolos da cidade, como o antigo prédio da Câmara Municipal.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Com 85% da construção concluída e recursos garantidos pelo Tesouro municipal, a restauração do imóvel segue a pleno vapor, seguindo todos os protocolos para segurança no combate ao novo coronavírus. O local irá receber o futuro Centro de Arqueologia, promovendo o encontro do passado com o futuro e a preservação cultural.

“Desde o início da nossa gestão, o Centro Histórico de Manaus é uma prioridade e temos realizado inúmeras ações de valorização dessa área da cidade. Mais que uma política pública cultural e turística, para mim, é uma questão de honra, de amor e de orgulho pela nossa história e pelo nosso povo, que terá mais um espaço para ver e conhecer uma outra parte do legado da cidade”, comenta o prefeito Arthur Virgílio Neto.

Para o diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), engenheiro Cláudio Guenka, essa é mais uma obra de resgate de parte importante da cidade e do povo. “Ao recuperar e restaurar a antiga sede da Câmara Municipal, a capital passa a contar com um novo olhar arquitetônico e urbanístico de um prédio, que servirá tanto como centro arqueológico quanto para exposição da nossa história”, ressalta.

Nesta etapa, o projeto passa por uma série de ações, incluindo recomposição das paredes em pedra, pintura da estrutura metálica, alvenaria de tijolos ecológicos, assentamento de cerâmica, forro de madeira, pintura de fachada, calçamento, guarda-corpo, restauro do piso em mosaico, forro de madeira e instalações elétricas, de som, de lógica e de combate a incêndio.

“Os projetos de restauro, além de levar em conta a importância histórica do edifício, são vinculados à função sociocultural que esse patrimônio histórico irá desempenhar. No caso da antiga Câmara Municipal teremos a implementação de um Centro de Arqueologia, um equipamento cultural que irá desempenhar um papel importante na Amazônia, passando a ser uma instituição de guarda licenciada pelo Instituto de Patrimônio Histórico Nacional (Iphan)", explica o autor do projeto, o arquiteto e urbanista Almir de Oliveira.

Para Almir, a futura obra abrigará atividades de pesquisa, guarda de acervo arqueológico e será ponto de divulgação científica, com novos espaços integrados, incluindo ainda loja de souvenir e café, laboratórios, áreas de reservas técnicas e pátio central. "Tudo levando em conta a acessibilidade total com as devidas sinalizações. As características arquitetônicas mais importantes, tais como pé direito e porões sob piso de madeira, vãos de portas e janelas, no prédio dedicado às exposições, foram recuperadas, além de evidenciar técnicas construtivas ao decapar rebocos dos revestimentos", avalia o arquiteto.

Arqueologia

Construído na década de 1880, o espaço encontra-se na área de influência de um dos mais importantes sítios arqueológicos do município, o Sítio Manaus, e estava desocupado nos últimos oito anos. A revitalização da antiga Câmara Municipal integra o programa “Manaus Histórica”, iniciado em julho de 2019.

Referências

A proposta de criar um Centro de Arqueologia, localizado junto ao sítio arqueológico de Manaus, vai desempenhar importante papel na Amazônia, ao estabelecer uma referência enquanto instituição de guarda, conforme estabelece a Portaria n° 196, de 18 de maio de 2016, para que seja capaz de acolher os acervos que surgem por todo o território do município nos inúmeros sítios arqueológicos que a cada intervenção vêm surgindo. O prédio funcionará como reserva técnica e terá um museu para exposição dos achados arqueológicos, provenientes das obras da Prefeitura de Manaus, no centro histórico. A Biapó Construtora foi a vencedora da licitação para o restauro e adaptação do imóvel.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.