Últimas

Amazonino registra candidatura e apresenta Plano de Governo com destaque para a área social

O pedido de registro de candidatura do ex-governador Amazonino Mendes (PODEMOS), para disputa à Prefeitura de Manaus, foi protocolado nesta terça-feira (22/09), no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Líder em todas as pesquisas de intenção de votos, Amazonino disputa o pleito ao lado do presidente estadual do PODEMOS, deputado Wilker Barreto, pela coligação “JUNTOS PODEMOS MAIS”, com o apoio dos partidos MDB, PSL e Cidadania.

Ao encaminhar o Plano de Governo que pretende executar se for eleito, Amazonino ressaltou que as propostas são fruto da experiência adquirida ao longo do tempo como gestor público e que também contempla ideias que chegaram até ele pela população. “É um plano em construção e que conta com a participação da população, propondo soluções aos problemas que enfrentamos no nosso dia a dia. São propostas exequíveis, sem comprometer as finanças do município e atacando os principais problemas do nosso povo”, disse ele, na apresentação.

Segundo Amazonino, o mundo enfrenta, hoje, imensas dificuldades e Manaus precisa ter à frente alguém com experiência para enfrentar os efeitos da crise. Com 40 anos de vida pública e sem nenhuma condenação pela justiça amazonense, Amazonino Mendes é considerado um candidato ‘ficha limpa’. “Tenho satisfação pelas conquistas alcançadas e que só foram possíveis porque tive o povo ao meu lado”, ressaltou no documento, afirmando que está pronto para contribuir novamente.

Propostas

No Plano de Governo, Amazonino mostra a disposição, que já é a sua marca, de colocar em execução projetos inovadores e exequíveis, como faz questão de frisar, para Manaus. Dentre eles, a criação do Programa Bolsa Infantil, ampliando a oferta de atendimento em creche para as famílias em vulnerabilidade social. Na área de educação, ele também lista entre os projetos a capacitação de professores e gestores em técnicas de educação a distância, além de dotar as escolas de equipamentos tecnológicos, uma necessidade que ficou muito clara na situação de pandemia por Covid-19.

Na saúde, o ex-governador, que durante suas gestões foram construídos os principais hospitais de Manaus – como o Francisca Mendes e o João Lúcio – , pretende reestruturar as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), com equipamentos, infraestrutura adequada e reforço de pessoal. Vai também reativar e ampliar projetos importantes criados quando foi prefeito, como os serviços itinerantes realizados pelas Carretas da Saúde, da Mulher e de Odontologia, além de implantar o Programa de Consultório de Rua, levando atendimento às áreas de mais difícil acesso.

O Programa Leite do Meu Filho deverá ser ampliado, com novo levantamento para identificar a demanda. Estão também no Plano de Governo a implantação de novos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), com atendimento voltado à dependência de álcool e drogas; criar e implantar o sistema de prontuário eletrônico, nas UBSs; e reestruturar o Centro de Zoonoses, para funcionar como Hospital Municipal Veterinário.

Na área de trânsito e mobilidade, Amazonino pretende desafogar os horários de pico, com aplicação de tecnologias de sincronização de semáforos e câmeras inteligentes, possibilitando a redução do tempo médio de deslocamento casa-trabalho. Também vai reestruturar as rotas do transporte público, aliada à ampliação e modernização da frota; organizar e ampliar as áreas de ciclovias, trazendo segurança aos ciclistas e motoristas; implantar programa para recuperação de calçadas em Manaus e aperfeiçoar o sistema de ordenamento de estacionamento no centro da cidade.

Na área de desenvolvimento social, ele anunciou a volta do Programa Direito à Vida, criado por ele e que, por muitos anos, auxiliou as famílias em vulnerabilidade social. O programa, de acordo com o pré-candidato, será essencial na situação crise gerada pela pandemia, com perdas de emprego em todos os setores. “É preciso dar um alento às famílias que precisam nesse momento”, afirmou.

Amazonino direcionou projetos para as áreas de segurança, meio ambiente; juventude, esporte e lazer; cultura; emprego, renda e turismo; e gestão pública participativa.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.