Últimas

Arroz bateu recorde de exportações e preço mais que triplicou em 10 anos

O preço do arroz produzido no Brasil mais que triplicou de janeiro de 2010 até o final de agosto.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O valor da saca de 50 kg, vendida pelos produtores, subiu bem além da inflação do período.

Em dólares, o preço do arroz caiu 0,8% no mesmo período. É o que indica levantamento (181 KB) do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da USP.

O encarecimento do arroz para os consumidores nos últimos meses está relacionado à desvalorização do real frente à moeda norte-americana. Com o dólar num patamar mas elevado, os produtores tendem a exportar mais. Isso diminui a oferta no mercado interno e contribui para a alta do preço.
Exportações

A exportação de arroz bateu recorde em 2020. Até 31 de agosto, mais de 1 milhão de toneladas foram vendidas para o exterior. Já o volume importado caiu 17,2% no último ano.

Na comparação por valores, a Venezuela se mantém na dianteira. Comprou US$ 83 milhões em arroz do Brasil. Peru, Senegal e Costa Rica são os próximos países que mais gastaram com importações de arroz.

Os dados acima foram obtidos pela Comex Stat, a plataforma do Ministério da Economia que detalha importações e exportações do Brasil. O levantamento do Poder360 considera a categoria mais ampla de arroz, que agrupa os demais subtipos.

Informações deste post foram publicadas antes pelo Drive, com exclusividade. A newsletter é produzida para assinantes pela equipe de jornalistas do Poder360. Conheça mais o Drive aqui e saiba como receber com antecedência todas as principais informações do poder e da política.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.