Últimas

Com fim da demolição, prefeitura reforça drenagem e inicia fase de fundação na obra do T1

Após concluída a fase de demolição, a Prefeitura de Manaus iniciou nesta sexta-feira, 11/9, uma nova etapa da obra do Terminal de Integração da avenida Constantino Nery (T1), com a revitalização da rede de drenagem e construção dos alicerces para a nova estrutura das plataformas, que ao todo somam 240 metros para acesso bilateral.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A ação integra um plano da gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto, em fase de execução, para a melhoria da mobilidade urbana na capital.

“Considero essa uma das mais importantes obras para promover o equilíbrio do transporte coletivo, que tanto almejamos para Manaus. A antiga estrutura de mais de três décadas agora dará lugar a uma Estação de Transferência, totalmente moderna, que irá garantir conforto e segurança às pessoas, que em breve também terão outras importantes obras e novos ônibus”, destacou o prefeito Arthur Virgílio Neto.

Segundo o engenheiro fiscal da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Felipe Falcão, a nova etapa da obra consiste na revitalização de quase 500 metros da antiga rede de drenagem. “Devido ao tempo da primeira construção, o material original já apresenta necessidade de uma intervenção. O que queremos aqui é garantir uma estrutura consistente e moderna para o alicerce do novo terminal”, explicou.

As interferências de solo e subsolo com a construção das fundações estavam previstas no projeto original, uma vez que a proposta é de revitalizar a via, otimizando o espaço para os ônibus. “Mecanicamente, temos equipamentos que estão trabalhando no processo de escavação, remoção do asfalto e concreto. As duas novas plataformas terão 120 metros cada, onde os ônibus poderão embarcar e desembarcar os passageiros pela direita e pela esquerda”, ressaltou o engenheiro.

Os trabalhos no T1 acontecem de domingo a domingo e todo o material recolhido na demolição da estrutura será reaproveitado pela J. Nasser, empresa vencedora de processo licitatório e responsável pela execução da obra. A próxima fase é a construção do alicerce para a nova estrutura do terminal de integração.

A obra faz parte do projeto de mobilidade urbana, que integra as principais vias no eixo Norte-Sul da cidade. Além da modernização do T1 dar mais fluidez ao trânsito e ao transporte coletivo na avenida Constantino Nery, assim como acontece na Estação de Transferência do São Jorge, esse projeto ainda conta com as estações de transferência da Arena da Amazônia (avenida Constantino Nery), Santos Dumont (avenida Torquato Tapajós), Parque das Nações e Manoa (avenida Max Teixeira), além do complexo viário Professora Isabel Victoria, e a construção do Terminal 6, no Lagoa Azul.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.