Últimas

Delegacia do Idoso alerta para golpe da ‘ajuda na boca do caixa’

Auxiliar idosos desacompanhados e com dificuldades para usar caixas eletrônicos vem sendo a estratégia usada por criminosos para aplicar golpes contra o público da terceira idade em Manaus. Segundo a delegada Andrea Nascimento, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Idoso (DECCI), da Polícia Civil, o relato desse tipo de crime vem sendo cada vez mais comum e deve servir de alerta. Ajuda em agências bancárias, só se for de funcionário do banco.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

De acordo com a Polícia Civil, no golpe da ajuda na boca do caixa, os infratores se aproximam das vítimas e oferecem apoio. De forma simpática e despretensiosa, conquistam minutos de intimidade suficiente para coletar informações pessoais, como senha e código de segurança do cartão. Ainda não há estatísticas disponíveis sobre esse tipo de ocorrência.

“Normalmente, os idosos vão desacompanhados para as agências, e quando eles adentram para fazer uma transação bancária no caixa eletrônico, muitas vezes são abordados por pessoas que oferecem ajuda, mas que na verdade estão ali somente para aplicar o golpe. Fazem trocas de cartão, empréstimos e até mesmo o saque”, salientou Nascimento.

Outro risco decorrente desse descuido é a famosa “saidinha de banco”, quando o cidadão tem seu dinheiro subtraído após deixar as dependências de agências bancárias.

“Os idosos normalmente sofrem com esse tipo de crime em razão da sua vulnerabilidade e de não oferecer resistência. Os infratores se dividem em grupo. Fica, geralmente, um dentro da agência bancária, observando e escolhendo uma vítima, e o outro criminoso do lado de fora, para perseguir e realizar abordagem”, explicou a autoridade policial.

Andrea Nascimento orienta que a melhor maneira de evitar os golpes é ficar atento e não hesitar em pedir ajuda a um familiar ou pessoa de confiança na hora de fazer saques em agências bancárias. Na ausência dessas pessoas, buscar somente a ajuda de funcionários das agências, devidamente identificados.

Denúncias

As vítimas podem denunciar os crimes pelo número (92) 3214-5800, ou pelo 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). A DECCI fica na rua do Comércio, 270, bairro Parque Dez de Novembro, zona centro-sul.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.