Últimas

Flordelis ‘não é dada a baladas e noitadas’, diz defesa em pedido de habeas corpus

A defesa da deputada federal Flordelis (PSD-RJ) afirmou que a parlamentar não costuma frequentar “baladas” e “noitadas”. A afirmação está no pedido de habeas corpus feito ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. As informações são do jornal Extra.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

No documento, os advogados de Flordelis pedem para que os desembargadores da 2ª Câmara Criminal suspendam a decisão judicial determinando que a parlamentar fique em recolhimento domiciliar noturno (das 23h às 6h) e seja monitorada por tornozeleira eletrônica.

“No caso concreto, a medida de recolhimento domiciliar não é relevante, mas também inaceitável, eis que a acusada não o é dada a baladas, noitadas ou eventos festivos, levando vida morigerada e dedicada, além de suas atividades parlamentares, a manter sua casa em boa ordem, mas se opõe veementemente ao uso de tornozeleira eletrônica”, escreveram os advogados na petição da última terça-feira. Ainda não houve decisão.

Desde sexta-feira (18), a Justiça tenta, sem sucesso, notificar a deputada sobre a ordem judicial. Na terça-feira (22), a juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, determinou que a parlamentar seja intimada da decisão em Brasília (DF).

Após tomar ciência da decisão, a parlamentar terá 48 horas para se apresentar à Secretaria de Administração Penitenciária do Rio para que a tornozeleira seja instalada.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.