Últimas

Governador interino do Rio troca quatro secretários

RIO – Dezessete dias após assumir interinamente o governo do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC) anunciou nesta segunda-feira, 14, a troca de comando em quatro secretarias ou órgãos com o mesmo status. Na secretaria estadual de Polícia Civil, o delegado Allan Turnowski substitui o também delegado Flávio Brito. Na Procuradoria-Geral do Estado, Bruno Dubeux substitui Reinaldo Silveira. A Controladoria-Geral do Estado, antes liderada por Hormindo Bicudo Neto, será comandada por Francisco Ricardo Soares. O delegado federal Marcelo Bertolucci assume o Gabinete de Segurança Institucional, que até então era chefiado pelo contra-almirante José Luiz Corrêa.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO 

“Agradeço e desejo sorte aos profissionais que estiveram conosco ao longo deste tempo trabalhando em prol do governo do Estado. Aproveito para dar as boas-vindas aos que chegam para nos apoiarem nesta missão de trabalhar pela recuperação do Rio”, afirmou o governador, que assumiu a função em 28 de agosto, quando a Justiça determinou o afastamento de Wilson Witzel (PSC), acusado de envolvimento em esquemas de corrupção.

Quem são:
  • O delegado Allan Turnowski está na Polícia Civil desde 1997. Ele foi chefe de Polícia Civil entre 2009 e 2011. Até então, era o diretor-geral de Polícia da capital.
  • O procurador do Estado do Rio Bruno Dubeux ingressou na carreira em 2004. Foi presidente da Associação dos Procuradores do Estado do Rio de Janeiro.
  • O delegado federal Marcelo Bertolucci está na Polícia Federal desde 1996. Ele foi chefe da Unidade de Repressão a Crimes Eleitorais da Divisão de Combate ao Crime Organizado-DICOR/Brasília/Sede/PF, em 2018. Cedido ao Estado do Rio em 2019, desempenhou as funções de vice-presidente e presidente do Detran/RJ e, até então, ocupava o cargo de subsecretário de Administração da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão.
  • Francisco Ricardo Soares é especialista em compliance e gestão bancária. Ele foi funcionário de carreira do Banco do Brasil por 34 anos. Nos últimos cinco anos, foi superintendente do Banco do Brasil.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.