Últimas

Kalil anuncia que não terá volta às aulas em BH até o ano que vem

As escolas municipais não vão voltar às aulas até o ano que vem. A informação foi divulgada pelo prefeito Alexandre Kalil, na tarde desta segunda-feira (28), em coletiva de imprensa na sede da prefeitura.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Depois de ler diversas manchetes de jornais internacionais, que indicam o fechamento das escolas em diversos países depois do aumento do número de casos, Kalil disse: "Quando se fala que abre bares e não abre escola, uma pessoa meramente inteligente, estamos falando em crise endêmica e não educacional. Ninguém prefere filho em parque do que em clubes do que em escolas", disse.

"Mas não vamos ocorrer novamente no erro de polarizar uma tragédia. Quem tem opinião diferente eu respeito mas é fundamental que o uso de máscara, distanciamento social abertura gradual vá nos levar até o natal", acrescentou o prefeito.

O prefeito ainda afirma que não estamos nos números de reabertura das escolas. "Investi 14 milhões em toda a estrutura para de adequar às escolas nas normas de segurança quando as aulas forem novamente presenciais. Estamos feito trabalho remoto, levando material aos alunos", afirmou.

Etapas de reabertura

Em 19 de setembro, a PBH deu sinal verde para a nova etapa de retomada das atividades em meio à pandemia do novo coronavírus em Belo Horizonte: os clubes de lazer e a Feira de Artesanato da Afonso Pena (feira hippie) puderam voltar a funcionar no último fim de semana.

Além disso, a prefeitura também anunciou a ampliação do horário de funcionamento de bares e restaurantes, que podem funcionar todos os dias, inclusive com shows autorizados, mas com proteção de acrílico.

A reabertura das atividades é feita em fases subsequentes e cumulativas, conforme a segurança do quadro geral da cidade. A mudança das fases depende da análise dos indicadores epidemiológicos e dos resultados publicados no Boletim de Monitoramento. Resultados positivos criam condições para a evolução do processo. Da mesma forma, existe a possibilidade de retorno às fases anteriores, em caso de indicadores negativos.

COVID-19 em BH

Belo Horizonte chegou na última sexta-feira a 1.220 mortes por COVID-19. O boletim epidemiológico e assistencial da prefeitura informa que 20 óbitos pela doença aconteceram nas últimas 24 horas. Quanto ao número de casos, a cidade chegou a 41.334 – uma diferença de 243 diagnósticos para o levantamento anterior, divulgado nessa quinta (24).

Depois de chegar ao quadro alarmante durante a semana, o número médio de transmissão do novo coronavírus por infectado se manteve na fase de controle pelo segundo dia consecutivo. E com boa notícia nesta sexta, já que o indicador caiu de 0,99 para 0,97./ A taxa de ocupação dos leitos de enfermaria também caiu nas últimas 24 horas: de 37,5% para 35,7%. Portanto, o parâmetro se manteve pelo 44º dia consecutivo no estágio de controle.

Por outro lado, a taxa de uso das UTIs cresceu entre quinta e esta sexta: de 39,3% para 42,4%. Ainda assim, a estatística permanece na fase controlada, a verde.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.