Últimas

Prefeitura recebe avaliação positiva da Opas e profissionais de saúde discutem novas estratégias

A Sala de Situação de Vigilância em Saúde, da Prefeitura de Manaus, se reuniu nesta quinta-feira, 24/9, pela primeira vez desde que o prefeito Arthur Neto anunciou novas medidas de enfrentamento à Covid-19.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O encontro, que reuniu profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), avaliou as estratégias municipais de combate ao coronavírus e apresentou a avaliação da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) sobre a resposta de Manaus à Covid-19.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, o objetivo da reunião foi reavaliar as ações desenvolvidas pela Prefeitura de Manaus, identificando as ações que precisam ser reforçadas, considerando o aumento da demanda nas Unidades de Saúde no que se refere às síndromes gripais e aos casos suspeitos de Covid-19.

“Houve um aumento preocupante na demanda em Unidades de Saúde nas últimas semanas e por isso a Semsa, a pedido do prefeito Arthur Neto, vem fazendo um trabalho intenso de reavaliação das ações de vigilância e atenção em saúde, de comunicação, assistência laboratorial e no atendimento realizado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O monitoramento de casos é constante, sempre com avaliação da necessidade de ampliação da capacidade de atendimento ou de redirecionamento dos serviços e de recursos humanos”, informou Magaldi.

Durante a reunião, foi apresentado o resultado da avaliação externa, organizada pela Opas, sobre a resposta do Amazonas, incluindo a capital Manaus, à Covid-19. "Representantes da Opas estiveram em Manaus na semana passada realizando a avaliação das ações desenvolvidas pela Prefeitura de Manaus no combate à pandemia, nos eixos vigilância, atenção, laboratório e comunicação. O resultado da avaliação apontou pontos fortes no trabalho das equipes. E é importante compartilhar essas informações com os profissionais da rede municipal", explicou a subsecretária de Gestão de Saúde da Semsa, enfermeira Adriana Elias.

Avaliação

O resultado da avaliação da Opas apontou pontos fortes nos quatro eixos de avaliação. Em vigilância à saúde, os pontos fortes incluíram questões como: equipe de profissionais comprometida e qualificada; integração de sistemas de informação; a análise de dados; a implantação da Sala de Situação para suporte da tomada de decisões; e a qualificação de dados da declaração de óbito, com recomendação para aprimorar o rastreamento de contatos dos pacientes e das análises epidemiológicas.

Em relação às ações de assistência em saúde, a avaliação da Opas indicou como pontos fortes o trabalho de monitoramento das Síndromes Gripais e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com a implantação do Telemonitoramento; a existência de canais de esclarecimento para a população; a assistência à população indígena e grupos vulneráveis; a vacinação domiciliar; assistência aos pacientes com sequelas pós-Covid; e a notificação eletrônica rápida.

As ações de atendimento laboratorial destacadas como ponto forte englobaram a utilização de 89 mil testes rápidos em diversos cenários com critérios específicos e de mais 14 mil testes rápidos (antígenos), além de coleta para o exame de PCR por equipes domiciliares, com recomendações para melhoria na interpretação por parte de empresas sobre resultados sorológicos.

No eixo de comunicação, os pontos fortes apontados foram: a transparência na divulgação dos dados; disponibilidade para o atendimento das demandas da imprensa; uso intensivo das redes sociais; investimentos em campanhas publicitárias de conscientização em veículos de massa e lives com profissionais de saúde, orientando a população sobre medidas de prevenção.

“A avaliação externa é um instrumento de gestão, para que seja possível identificar as ações que devem ser reforçadas no atendimento à população ou reorganizadas, com atualização de protocolos, ampliação na oferta dos serviços quando necessário e preparação da rede municipal, caso haja uma maior demanda nas Unidades de Saúde. A principal recomendação ainda é para a prevenção com medidas simples como o distanciamento social, uso de máscaras e higienização das mãos", destacou Adriana Elias.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.