Últimas

Uma instalação inflável de cerca de 40 metros criada pelo artista contemporâneo de Roraima, Jaider Esbell, instalada no viaduto Santa Tereza, na Região Central, deixou os belo-horizontinos curiosos. Nas redes sociais muitos internautas comentaram sobre a intervenção artística e se arriscaram tentando desvendar o que seria a obra. Um monstro? Uma minhoca ou um dragão?

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

 Veja a repercussão nas redes;


A obra faz parte da 5ª edição do Cura – Circuito de Arte Urbana que acontece entre os dias 22 de setembro e 04 de outubro em Belo Horizonte e, na verdade, representa duas serpentes infláveis que se encontram no meio do viaduto. No xamanismo indígena, a cobra é considerada um “animal de poder” e está presente como força de cura, regeneração e transformação, com capacidade de “comer as doenças” mais graves que acometem o ser humano. 

Com o nome de Entidades, a estrutura inflável traz para a capital mineira um registro da floresta amazônica, suas lendas e cultura e, se pela manhã as cores e a grandiosidade da instalação chamaram atenção dos internautas a estrutura conseguiu brilhar e surpreendeu ainda mais após ser iluminada por luzes neon na noite desta terça-feira (22).


Sobre o ArtistaJaider é “artivista” indígena da etnia Makuxi (RR) com prêmios na literatura, nas artes visuais e no cinema. Desde 2010, encontra também na escrita caminhos para suas manifestações artísticas. Trabalhos individuais e coletivos, tanto no Brasil quanto no exterior, marcam a trajetória do artista que vive em Boa Vista (RR), capital onde criou e mantém a primeira galeria de arte exclusivamente para obras de arte indígena contemporânea.

Sobre o Cura 2020O Circuito Urbano de Artes completa sua quinta edição e, com esta, serão 18 obras de arte em fachadas e empenas, sendo 14 na região do hipercentro da capital mineira e quatro na região da Lagoinha, formando, assim, a maior coleção de arte mural em grande escala já feita por um único festival brasileiro.

O CURA também presenteou BH com o primeiro, e até então único, Mirante de Arte Urbana do mundo. Todas as pinturas realizadas no hipercentro podem ser contempladas da Rua Sapucaí.

A 5ª edição do Cura – Circuito de Arte Urbana acontece entre os dias 22 de setembro e 04 de outubro em Belo Horizonte. Desta vez, serão pintadas 04 empenas no hipercentro da cidade, que também receberá outras intervenções artísticas. Por conta da pandemia, o restante da programação acontece exclusivamente online.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.