Últimas

Zoom ultrapassa US$ 100 bilhões em valor de mercado

O aplicativo de videochamadas Zoom ultrapassou na 3ª feira (1º.set.2020) US$ 100 bilhões em valor de mercado. É a 1ª vez que a companhia atinge os 12 dígitos no índice Nasdaq. O patamar foi alcançado depois de uma alta de 40,8% das ações em apenas uma sessão.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Foi o melhor resultado do Zoom desde que a empresa entrou na bolsa, em abril de 2019. O boom nas ações se deve principalmente pela alta demanda provocada pela pandemia da covid-19, que alavancou as reuniões por vídeo em virtude da necessidade de distanciamento social.

Só na 3ª feira (1º.set), foram US$ 37 bilhões em valorização. Esse montante é o equivalente ao valor total de mercado do Ebay, 1 gigante do e-commerce norte-americano.

Um fator determinante para a alta da empresa foi o resultado financeiro do 2º trimestre divulgado no início da semana. O balanço (61 KB) mostrou 1 salto de incríveis 3.200% no lucro para o período em relação ao mesmo trimestre de 2019. Em números, os ganhos foram de US$ 185,7 milhões.

A receita também apresentou 1 desempenho fora do comum para o pré-pandemia. Foi a US$ 663,5 milhões, quadruplicando na comparação anual.

O principal dado que indica como o Zoom cresceu em meio à crise do coronavírus foi o de clientes corporativos. Cresceram 458%. Fechou o trimestre com 370,2 mil usuários, com mais de 10 empregados, que utilizam a plataforma.

Junto a outras plataformas, o Zoom virou 1 meio de manter reuniões e encontros, interrompidos pela pandemia, de maneira virtual. As videochamadas realizadas pelo app são utilizadas em aulas à distância em escolas e universidades, reuniões de entes governamentais e em sessões do Congresso e do Judiciário. As reuniões de pauta da redação do Poder360 também são realizadas na plataforma.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.