Últimas

Atenção! Defesa Civil de BH emite alerta de risco geológico

Em virtude das últimas chuvas, a Defesa Civil de Belo Horizonte emitiu um alerta para o risco geológico. "Recomenda-se atenção no grau de saturação do solo e nos sinais construtivos, em especial nos locais de maior exposição até quarta-feira", informou o órgão.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A queda de um muro de arrimo mobilizou bombeiros e Defesa Civil nesta segunda-feira em Belo Horizonte. A estrutura, de aproximadamente 5 metros de altura, caiu inteira em um canteiro de obras no Bairro Serra, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. 

Ainda de acordo com os bombeiros, informações dão conta que já houve um problema estrutural no mesmo local no início deste ano, e que a rua recebe tráfego de veículos pesados. Assim, ainda não é possível atribuir o problema às chuvas dos últimos dias.

As chuvas fortes só devem voltar a dar as caras a partir de sexta-feira (30) na capital. "O céu fica de parcialmente nublado a nublado, principalmente no período da tarde e da noite. Há chances de chuvas, mas, por agora, não vai mais ficar aquele tempo fechado", esclarece o meteorologista do 5º Distrito do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Claudemir de Azevedo.

As temperaturas também se mantêm estáveis, entre os 15°C e os 28°C, ao longo da semana. O tempo só deve voltar a fechar no final de semana quando os termômetros também devem começar a registrar leves declínios.

Ciclone tropical

O ciclone que se formou no litoral do Espírito Santo não deve causar impactos na capital. Ainda que com trégua, o tempo se mantém úmido e nebuloso em virtude de um canal de umidade vindo da Amazônia, combinado com o centro de baixa pressão formado sobre o oceano, o que intensifica a instabilidade atmosférica.

Recomendações da Defesa Civil:

- Coloque calha no telhado da sua casa.

- Conserte vazamentos em reservatórios e caixas-d'água. 

- Não jogue lixo ou entulho na encosta. 

- Não despeje esgoto nos barrancos. 

- Não faça queimadas.

Sinais de que deslizamentos podem acontecer:

- Trinca nas paredes. 

- Água empoçando no quintal. 

- Portas e janelas emperrando. 

- Rachaduras no solo. 

- Água minando da base do barranco. 

- Inclinação de poste ou árvores.

* Estagiário sob supervisão da subeditora Jociane Moraes

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.