Últimas

FIOCRUZ PROCURA ACA PARA ALERTAR SOBRE PAPEL DA INSTITUIÇÃO NA PANDEMIA

“A competência da Fiocruz vai até aos órgãos de saúde” – diz diretor 

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Sérgio Luz, diretor da Fiocruz Amazônia (Instituto Leônidas& Maria Deane), apresentou aos diretores e associados da Associação Comercial do Amazonas a situação epidemiológica atual do Amazonas e as contribuições institucionais para a manutenção das atividades comerciais, de forma segura e preventiva. 

Incialmente o diretor explicou que a Instituição tem 120 anos e é uma das únicas fundações vinculadas ao Ministério da Saúde: “Estamos há 25 aqui [Amazonas] e nós trabalhamos com pesquisas específicas da Amazônia. Temos um laboratório que é autorizado pelo Ministério da Saúde para fazer testes de covid”, disse acrescentando: “A competência da Fiocruz vai até aos órgãos de saúde. Eu estou procurando abrir espaço em diversos setores para esclarecer este fato”. É que essa apresentação na ACA fez parte de um esforço da Fiocruz em desmistificar algumas informações divulgadas na mídia envolvendo a instituição e que, segundo Luz, não representam a visão da Fiocruz sobre a pandemia. “São os mesmos dados, é a interpretação que é bem diferente e inadequada feita por um pesquisador”, comentou reforçando que até o momento a Instituição só emitiu duas notas técnicas sobre a pandemia, a última divulgada nesta quarta-feira, 15, foi inclusive detalhada em primeira mão pelo diretor aos presentes neste encontro. “Nós já publicamos duas notas técnicas. A gente mostra que tem crescimento, mas uma tendência a longo prazo de estabilização. As medidas têm que ser identificadas e a gente não aponta uma segunda onda [dados para Manaus]. Na segunda nota que a gente publicou hoje, analisando todo o Amazonas é que se consegue perceber que tem uma tendência de alta para todo o Amazonas”, mas fez questão de enfatizar: “Eu gostaria de tranquilizá-los e que qualquer contradição na mídia, que sejamos procurados na Fiocruz”. Sérgio Luz descreveu ainda que a análise dos dados é complexa e criteriosa e deve responder a alguns questionamentos antes de apontar sugestões de ações: “Em nenhum desses casos (critérios) vemos condição para fechamento total das atividades, quero deixar isso claro. É uma situação muito complexa que requer análise e carece de muito critério e cuidado para com a sociedade também”.

Na oportunidade, ele destacou algumas das ações práticas feitas pela instituição científica em prol do Estado: “Nós já colocamos em todo o estado do Amazonas mais de oito mil testes que foram distribuídos com a colaboração de diversas instituições. Doações de EPI´s para agentes de saúde dessas regiões, foram mais de 6 mil diagnósticos [feitos pelo laboratório]. Tem coisas muito maiores que os números, as pessoas estão com o comportamento exagerado, não fazem o que tem que fazer. É o conceito: práticas e atitudes. Elas não cumprem. O cara sabe que tem que lavar a mão, sabe porque tem que fazer isso, mas ele não faz. Isso são coisas que a gente está procurando trabalhar”, reforçou.

Diante da explicação rica em detalhes e comentários sobre os gráficos apresentados coube ao vice-presidente, Paulo Couto se manifestar em nome dos diretores: “Parabenizar pela postura do dr. Sérgio sem alardes e equilibrada. Está clara a tendência de alta e que a ampla flexibilidade não é recomendável, mas o que se tem observado nas ruas da cidade, é que o pessoal desafia o perigo. Como é que se pode evitar uma tendência de alta se a população não está fazendo a sua parte? A Associação Comercial fez uma Campanha pela Vida impulsionado nas suas redes sociais a necessidade dos cuidados. Tivemos mais 25 mil pessoas em alcance por essa campanha”, alertou Couto.

“A casa está a sua disposição, aguardamos as notas para divulgar e nós vamos fazer uma visita à Fiocruz assim que possível”, agradeceu o Presidente Jorge Lima aceitando o convite do diretor de conhecer e estreitar os laços entre as instituições. “Queremos nos aproximar de vocês, estabelecer um canal de comunicação e mantê-los ao máximo atualizados e se tiver alguma dúvida de vocês, estamos a disposição para esclarecer. Nós sabemos que a ACA tem um papel importantíssimo dentro de Manaus, dentro do Estado e é importante que a gente fale com vocês abertamente sobre isso”, ainda complementou Sérgio Luz.

PARTICIPAÇÃO DE CANDIDATO

Os esclarecimentos da Fiocruz Amazônia também foram acompanhados pelo vereador Diego Afonso que participou da reunião de diretoria. Ele é candidato a reeleição nas eleições no mês que vem: “Quero ter oportunidade, de forma presencial, de poder prestar conta do que fizemos nesses últimos quatro anos e me colocar à disposição de todos os empresários”, disse.

EDIFÍCIO GARAGEM

O encontrou semanal da ACA que segue sendo feito por meio de aplicativo de reuniões na internet durou cerca de 1h30 e houve espaço também para sugestões de ação da Entidade em relação ao Edifício Garagem: “Eu quero apoiar a proposta da ACA de assumir o prédio porque na minha opinião ele foi criado para isso. Espero que não seja desvirtuada essa finalidade”, levantou o debate a diretora Acácia Ferreira.

“Eu vinha com essa vontade na cabeça e e visitando um empresário, falei sobre o assunto e ele gostou. O Edifício Garagem já teve na mão dos flanelinhas, mas não na da ACA. Conversei com os vereadores que disseram que não chegou na Câmara nenhuma proposição a respeito do futuro do Edifício Garagem, e eu estou na esperança do próximo prefeito que assumir cuidar do assunto. A ponte [ do Educandos] não vai sair tão cedo porque um lado ainda tem partes na ferragem; a galeria da Henrique Martins tá daquele jeito, passos de tartaruga. Os trabalhadores não têm capacete, não tem cinto de segurança. O que nos resta é ter paciência. Vamos torcer para quando virar o ano, ver também quem será o próximo Prefeito e fazer o nosso pleito”, explicou o Presidente da ACA.

HOMENAGEM AO EX-PREFEITO

O presidente da Assembleia Geral, Ataliba Filho, fez uso da palavra para destacar a lembrança de José Fernandes, ex-prefeito de Manaus e ex-deputado federal que muitas vezes participou dos encontros de diretoria na gestão dele. Fernandes morreu na última segunda-feira,12, aos 76 anos por complicações causadas pela Covid-19. A ACA também manifestou publicamente, pesar pelo falecimento.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.