Últimas

Prefeito vistoria Cime no Novo Aleixo e garante que deixará cinco prontos para o próximo ano letivo

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, vai deixar cinco Centros Integrados Municipais de Ensino (Cimes) prontos para receber mais de 8 mil alunos do ensino fundamental e infantil no ano letivo de 2021.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Três deles já estão prontos e dois estão em construção, com previsão de entrega para dezembro deste ano. Nesta quinta-feira, 1º/10, o prefeito vistoriou o andamento das obras do Cime Águas Claras, no bairro Novo Aleixo, zona Norte, e se disse contente com o resultado.

O prédio para o ensino infantil já está com mais de 50% das obras concluídas e o do ensino médio com mais de 30%. “Tenho total confiança na empresa construtora e esse Cime estará pronto para entregarmos em dezembro”, garantiu o prefeito, comemorando o fato de que outras cidades brasileiras estão fazendo parceria com o Banco Mundial para construção de escolas semelhantes às implantadas pela Prefeitura de Manaus. “Isso nos enche de orgulho, porque estamos servindo de modelo a outros municípios”, destacou o prefeito.

Além da qualidade da obra, do padrão arquitetônico para propiciar um ambiente de estudos adequados às crianças, o prefeito também destacou a economia que esse tipo de escola significa para o município. “Nesse espaço, serão desenvolvidas as estratégias pedagógicas que colocaram Manaus entre as dez melhores capitais no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o Ideb, e em condições infinitamente mais adequadas. Esse padrão não encontrei em nenhuma escola pública no Brasil”, afirmou. “Além disso, pelo tamanho e pela capacidade de receber alunos, essa estrutura nos alivia nos aluguéis de prédios para escolas, uma grande economia ao município”, mencionou.

No início deste ano, Arthur Neto entregou o primeiro Cime, no ramal do Brasileirinho, Distrito Industrial 2, que já seria integrado ao ano letivo, mas as aulas da rede pública foram suspensas, em seguida, como medida protetiva à pandemia da Covid-19, causada pelo novo coronavírus. Pelo mesmo motivo, e diante do quadro de colapso da rede hospitalar, o Cime Lago Azul, que também estava pronto para ser inaugurado, foi adaptado para se tornar o hospital de campanha municipal. Atualmente, o prédio está sendo readequado para suas funções originais, devendo estar pronto até o final do ano. O terceiro Cime já concluído deverá ser entregue durante o mês de outubro, como parte do pacote de obras do aniversário de 351 anos de Manaus.

Ainda estão em construção os Cimes Águas Claras, visitado nesta quinta-feira pelo prefeito, e o Cime que está sendo construído no bairro Gilberto Mestrinho, ambos com previsão de entrega para dezembro. Cada um dos Cimes comporta a estrutura de um Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei), com capacidade para atender, em média, 400 crianças, e uma Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef), que atenderá, em média, 1.200, totalizando mais de 1.600 novas vagas por complexo educacional.

Os Cimes integram o Projeto de Expansão e Melhoria Educacional da Rede Pública Municipal de Manaus (Proemem), com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), de US$ 52 milhões. Em contrapartida, a prefeitura realiza a construção de sete creches.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.