Últimas

Professores que lecionam para estudantes de várias idades em uma mesma classe recebem capacitação

Há um ano, uma mesma capacitação de professores, onde aconteceria presencialmente em quatro municípios do Amazonas, mobilizando pessoas em grandes deslocamentos pelo estado.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Com a pandemia do coronavírus, as capacitações virtuais ganharam força e agora são uma realidade para as ações desenvolvidas pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS). Por isso, entre os dias 16 e 17 de outubro, ocorreu a 1º capacitação virtual para aproximadamente 500 professores da rede municipal dos municípios de Tefé, Coari, Uarini e Maraã. A ação é uma iniciativa do Projeto Amazonas Sustentável, em parceria com a Petrobras. 

“Dentre os componentes do Projeto Amazonas Sustentável, a formação continuada de professores de classes multisseriadas é um dos itens mais importantes. É a realidade em escolas daa áreas rurais do Estado, em comunidades ribeirinhas”, explicou Gil Lima, coordenador do projeto. A capacitação recebeu apoio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto do Amazonas (Seduc), via Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam) e das Prefeituras municipais.

“É gratificante ver instituições que estão há muito tempo levando formação e capacitação para os professores, com intuito de melhorar a qualidade de vida no ambiente da educação nessas localidades. A capacitação proporciona a qualidade de ensino nessas comunidades distantes”, disse Rainalda Serra, Coordenadora da Educação do Campo na Secretaria de Estado de Educação da Saúde (Seduc).

Os temas debatidos na capacitação foram: agricultura familiar, importância da água e da floresta na educação rural é uma das novidades neste ano: a elaboração dos planos de intervenção interdisciplinar para serem usados em 2021. “O objetivo do plano de ação interdisciplinar é apoiar na execução da prática. O plano visa garantir oportunidade aos professores para trabalhar todas disciplinas em um só planejamento”, apontou Zélia Barroso, auxiliar pedagógica do projeto. 

Para realizar a capacitação online, a organização do evento levou em consideração que acesso à internet nos municípios do interior do Amazonas é limitado. Silvana Souza, Gestora Pedagógica da FAS, contou que os professores estão dando um retorno positivo sobre a capacitação, levando em consideração que nem todo mundo está adaptado ao formato online. “Para muitos municípios é um momento novo e de readaptação”.

Participação em Congresso

Durante a capacitação, a auxiliar pedagógica do projeto, especialista em Educação do Campo, Zélia Barroso, participou do VII Congresso Nacional de Educação (Conedu) apresentando o artigo “Os desafios e perspectivas dos professores que trabalham em turmas multisseriadas no município de Tefé”. O trabalho surgiu da inquietação durante o período da formação dos professores multisseriados em 2019, com o objetivo de observar os desafios que os professores enfrentam durante o dia a dia.

“A ideia era compartilhar, com outros profissionais da área e de diversos locais do Brasil, as dificuldades enfrentadas pela educação no Amazonas. E também apresentar as metodologias e realidade diária dos professores do campo. Além disso, mostrar como o Projeto Amazonas Sustentável contribuiu na formação desses professores para atuar com turmas multisseriadas”, finalizou Gil Lima.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.