Últimas

Atendente que acusa Wassef de racismo diz que ‘ele gosta de humilhar pessoas’

Em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, a atendente de pizzaria Danielle da Cruz de Oliveira, que acusa o advogado Frederick Wassef de racismo após ser chamada de “macaca” dentro do estabelecimento, disse que o homem gosta de humilhar as pessoas.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

“Eu acho que ele [Wassef] gosta de humilhar as pessoas por ele ser, digamos assim, de “alto padrão [financeiro]”, disse Daniele. A atendente ainda relembrou que, em outubro, Frederick já teria se negado a ser atendido por ela no estabelecimento.

“Ele [Wassef] disse que não queria ser atendido por mim porque eu era negra e disse que eu tinha cara de sonsa e não saberia anotar o pedido dele”, contou a atendente.

Daniele ainda relatou o que Frederick disse ao voltar ao estabelecimento em novembro. “Ele [Wassef] quis vir até onde eu estava, que era o balcão, onde eu só fecho as mesas e aí ele veio do meio da pizzaria até onde eu estava. Falou que a pizza estava uma bost*, perguntou se eu tinha comido a pizza, eu falei que não. Mas aí ele começou a falar ‘ah, mas você é uma macaca. Você come o que derem para você comer’, falou ela.

A atendente registrou um boletim de ocorrência no início do mês contra o advogado. O documento foi registrado como injúria racial e três funcionários do estabelecimento são testemunhas do caso.

Frederick Wassef se diz vítima da situação. Ao programa global, o advogado afirmou que a atendente tenta incriminá-lo. “Isso tudo que essa mocinha disse são mentiras. Essa menina foi treinada e preparada por advogado e terceiras pessoas que ficaram três dias preparando-a para um depoimento falso e criminoso. Essa moça não é negra, essa moça é branca. A vítima sou eu e não a mocinha”, falou.

Na última semana, em entrevista à coluna de Bela Megale, no jornal O Globo, Wassef alegou que não é racista, já que namorou uma negra. “Já namorei uma negra, o meu avô, pai de meu pai, era mulato, meio mulato. Não sou racista. Inclusive, meu pai mesmo tem o cabelo bem pixaim, encaracolado. Estão mentindo e armando para destruir a minha imagem e minha reputação, me incriminar. Jamais na minha vida destratei qualquer pessoa, não sou nem fui racista, tenho grandes amigos irmãos negros”, contou.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.